Redes Sociais Zuckerberg: Desafio pessoal para 2018 será resolver problemas do Facebook

Zuckerberg: Desafio pessoal para 2018 será resolver problemas do Facebook

O dono do Facebook estabeleceu o seu novo desafio anual. E desta vez está directamente relacionado com a rede social. “O Facebook tem muito trabalho pela frente” e é preciso “focar-me” na resolução dos problemas que afectam esta rede, admite.
Zuckerberg: Desafio pessoal para 2018 será resolver problemas do Facebook
Reuters
Negócios 05 de janeiro de 2018 às 09:24

"Todos os anos assumo um desafio pessoal para aprender algo novo. Visitei todos os estados dos EUA, percorri 365 milhas, construí uma solução de inteligência artificial para a minha casa, li 25 livros, e aprendi Mandarim". É assim que começa a publicação de Mark Zukerberg no Facebook datada de 4 de Janeiro.

  

O responsável explica que começou com "estes desafios em 2009. O primeiro ano em que a economia estava numa recessão profunda e o Facebook ainda não era rentável." Naquela altura "era preciso assegurar que o Facebook tinha um modelo de negócio sustentável. Foi um ano sério e usei gravata todos os dias como lembrete."

 

"Hoje parece-se muito com o primeiro ano. O mundo sente-se ansioso e dividido, e o Facebook tem muito trabalho pela frente – seja para proteger a nossa comunidade de abusos e ódio, seja para a defender da interferência de nações, ou seja para assegurar que o tempo passado no Facebook é bem empregue", salienta.

 

E, tendo em consideração esta envolvente estabeleceu o seu novo desafio: "O meu desafio para 2018 é focar-me em resolver estas questões importantes. Não vamos evitar todos os erros ou abusos, mas actualmente cometemos demasiados erros", admite.




A sua opinião1
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
comentar
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentários mais recentes
Anónimo 05.01.2018

O FB está a passar de moda.
Não te reinventes, que vais ter o mesmo destino de muitas outras modas passageiras.

pub