Telecomunicações Altice vende antenas em Portugal e França por 2,5 mil milhões de euros

Altice vende antenas em Portugal e França por 2,5 mil milhões de euros

A Altice chegou a acordo para vender activos em Portugal e em França por um valor total de 2,5 mil milhões de euros, revelou a empresa. Os negócios serão realizados através da criação de duas empresas. No caso de Portugal, a Altice vende 75% desta entidade. Já em França vende 49,9%.
Altice vende antenas em Portugal e França por 2,5 mil milhões de euros
Pires de Lima e Sérgio Monteiro são administradores da Horizon Equity
Miguel Baltazar/Negócios
A Altice chegou a acordo para vender activos em Portugal e em França "com uma contrapartida inicial de 2,5 mil milhões de euros", revelou a empresa em comunicado emitido esta quarta-feira, 20 de Junho. 

A Altice explica que "como parte da transacção, a Altice Europe irá criar uma das maiores empresas de torres de telecomunicações (TowerCo) da Europa". As empresas que serão criadas serão detidas pela Altice em parceria com outros agentes. E é desta forma que a Altice encaixa os 2,5 mil milhões de euros.  

Neste negócio são criadas duas empresas. No caso de Portugal, a Altice vai vender 75% da empresa que será criada a "um consórcio do qual faz parte a Morgan Stanley Infrastructure Partners e a Horizon Equity Partners", explica a empresa. Esta entidade "vai abranger 2.961 sites actualmente operados pela empresa", adianta a mesma fonte.

A Horizon Equity é uma empresa constituída em 2017 e que tem como administradores, segundo os registos comerciais, Sérgio Monteiro e António Pires de Lima. Sérgio Monteiro foi secretário de Estado das Obras Públicas e António Pires de Lima ministro da Economia no Governo de Passos Coelho. Tinham a tutela das telecomunicações. O Expresso já tinha avançado que estes dois ex-governantes estavam nas negociações para comprarem as torres da Altice. Aliás, Pires de Lima era ministro da Economia e Sérgio Monteiro secretário de Estado quando a Altice comprou a PT Portugal. E nesse ano, em 2015, Pires de Lima até fez elogios por a Altice comprar a PT. "Espero que a PT Portugal encontre nestes investidores franceses um accionista, aquilo que precisamente a empresa não teve nos últimos anos", declarou então.


Esta operação avalia a Torres de Portugal "em 660 milhões, representando um múltiplo altamente atractivo de 18.9x do EBITDA proforma de 2017 de 35 milhões de euros. Além disso, espera-se que um acordo 'build-to-suit' para a construção de 400 novos sites, entre a Altice Portugal e a ToP, possa gerar cerca de 60 milhões de euros em receitas adicionais para a Altice Portugal nos próximos quatro anos", adianta a mesma fonte. 


A Altice explica que "a
 transacção foi estruturada tendo por base uma parceria de longo prazo entre a Altice Portugal e a Torres de Portugal, pelo que a Altice Portugal reinvestirá parte das receitas para deter uma participação financeira de 25%, em parceria com o consórcio", num contrato de 20 anos.

Esta operação "deverá estar concluída no terceiro trimestre de 2018, estando sujeita à efectiva separação de activos e às condições habituais de conclusão deste tipo de processos".


Já a empresa criada em França será detida pela Altice, em 50,01%, e pela KKR, em 49,99%. Esta entidade vai agregar 10.198 sites, que actualmente são operadas pela SRF. Esta operação avalia estes activos em 3,6 mil milhões de euros.


(Notícia actualizada às 17:00 com mais informação)



Saber mais e Alertas
pub