Telecomunicações Oi volta a prejuízos no segundo trimestre

Oi volta a prejuízos no segundo trimestre

A brasileira Oi, da qual a Pharol é accionista, voltou a registar prejuízos no segundo trimestre do ano. Contudo, os resultados dos primeiros três meses seguram o semestre, que se mantém com um resultado líquido positivo.
Oi volta a prejuízos no segundo trimestre
Reuters
Ana Batalha Oliveira 14 de agosto de 2018 às 07:56

A empresa de telecomunicações brasileira Oi registou prejuízos de 1,2 milhões de reais no segundo trimestre, depois de, nos primeiros três meses do ano ter conseguido lucros de 30,5 milhões. Desta forma, o balanço dos primeiros seis meses do ano consegue fugir ao terreno negativo, já que a operadora fechou este período com um resultado líquido de 29,2 milhões de reais.

A ditar a quebra estiveram um "resultado financeiro líquido negativo de 1,199 milhões e uma despesa de Imposto de Renda e Contribuição Social de 162 milhões", detalha a empresa no comunicado enviado às redacções.

Apesar de ter voltado aos prejuízos no segundo trimestre, as perdas foram inferiores em 70% quando comparadas com aquelas registadas no período homólogo, no qual o prejuízo foi de 4,16 milhões de reais.

Outra rubrica a apresentar um registo mais negativo que o do trimestre anterior foi a dívida líquida, que aumentou 37,1% relativamente ao primeiro trimestre do ano. 

Numa nota mais positiva, o EBITDA cresceu tanto em termos trimestrais como semestrais. A Oi fechou os primeiros seis meses do ano com  um EBITDA de 3,3 milhões de reais, um pouco acima dos 3,1 milhões conseguidos no mesmo período do ano anterior. O segundo trimestre contribuiu mais do que o primeiro, com um EBITDA de 1,7 milhões que compara aos 1,5 do primeiro trimestre.




pub