Telecomunicações Parceria entre PT e a EPAL quer poupar 200 milhões aos municípios portugueses

Parceria entre PT e a EPAL quer poupar 200 milhões aos municípios portugueses

A EPAL juntou-se às várias empresas que já forjaram parceria com a PT, com o objectivo de vender soluções inteligentes aos mais de 300 municípios portugueses, que contam com fundos europeus do Portugal 2020 para implementar estas ferramentas.
Parceria entre PT e a EPAL quer poupar 200 milhões aos municípios portugueses
Reuters
André Cabrita-Mendes 23 de Fevereiro de 2016 às 13:05

O que é que a tecnologia e a água têm em comum? À primeira vista nada, mas usadas em conjunto podem fazer os municípios portugueses pouparem muitos euros.

 

Duas empresas portuguesas de referência nestes sectores, juntaram-se com o objectivo de forjar uma parceria tecnológica. Com esta união, a PT e a EPAL querem promover soluções comerciais no âmbito das "smart cities" (cidades inteligentes) na gestão da água junto dos municípios portugueses.

 

"Esta parceria vai servir para colocar a tecnologia e a água ao serviço da gestão municipal dentro e fora do país", disse o presidente executivo da PT Portugal, Paulo Neves, esta terça-feira, 23 de Fevereiro.

 

Questionado sobre quanto poderia a PT gerar em termos de volume de negócios com a venda destas soluções às autarquias nacionais, Paulo Neves respondeu somente com um "muitos milhões de euros", não quantificando um valor.

 

O primeiro passo desta união vai ser a promoção de soluções totalmente desenvolvidas por ambas as empresas, como o Aquamatrix, o Wone e o Waterbeep da EPAL, e a Solução de Telemetria de Água desenvolvida pela PT Empresas. A dinamização de soluções no âmbito das "smart cities" (cidades inteligentes) nos municípios portugueses também está prevista no âmbito dos fundos europeus do Portugal 2020. 

 

A EPAL junta-se assim ao rol de empresas com os quais a PT já forjou parcerias para oferecer soluções inteligentes aos mais de 300 municípios portugueses, depois dos acordos assinados com a Huawei e a Samsung. 

 

"Nós em Lisboa temos apenas 8% de perdas. Este é um dos melhores valores do mundo, melhor que Londres, Paris, Roma e Nova Iorque", afirmou, por seu turno, o presidente da EPAL, José Manuel Sardinha.

 

Um dos sistemas desenvolvidos pela empresa gestora de águas é o Wone, que só em 2015 ajudou, segundo a empresa, a poupar 1,2 milhões de euros nos vários municípios do distrito de Lisboa.

 

Fazendo contas, todos os anos em Portugal são consumidos mil milhões de metros cúbicos de água e a média nacional de perdas ronda os 40%, ou seja, 400 milhões de metros cúbicos de água são desperdiçados todos os anos no país.

 

Num cenário em que esta solução da EPAL estivesse a ser usada em todo o país, as poupanças poderiam chegar aos 200 milhões de euros por ano, tendo em conta a tarifa média da água, segundo uma estimativa do presidente da EPAL.

 

Conforme sublinhou o presidente da PT na apresentação desta parceria, as soluções oferecidas vão ser feitas à medida, isto é, ajustadas às necessidades de cada município.



A sua opinião2
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Juca 23.02.2016

O problema reside nos custos que iremos suportar, com as tecnologias só a beneficiar alguns. Toma que é co-muna, porque tem a ver com os municípios.

Anónimo 23.02.2016

Quando se fala em 40% de perdas em média estamos perante valores de aproveitamento muito negativos. Perante estes valores temos duas situações ou muita incompetência dos serviços municipalizados de água ou existe muita gente a roubar água.

pub