Aviação CEO da EasyJet sai para liderar televisão britânica

CEO da EasyJet sai para liderar televisão britânica

Carolyn McCall vai sair da transportadora aérea de baixo custo para o canal de televisão. No passado, a presidente da EasyJet, onde ficará até ao final do ano, já esteve no Guardian.
CEO da EasyJet sai para liderar televisão britânica
Bloomberg
Diogo Cavaleiro 17 de julho de 2017 às 08:26

A EasyJet vai mudar de presidente executiva. A CEO, Carolyn McCall, vai voltar aos media, sendo a próxima responsável pela ITV (Independent Television).

 

"A EasyJet anuncia que Carolyn McCall revelou ao conselho de administração a intenção de abandonar a EasyJet para se tornar CEO da ITV. Espera-se que a saída ocorra no final do ano. Até lá, Carolyn vai continuar com as suas actuais responsabilidades", revela um comunicado da transportadora aérea de baixo custo.

 

Para a empresa, segue-se agora um período de procura por um sucessor para Carolyn, naquele cargo desde 2010. "O seu sucessor vai herdar uma equipa de liderança forte e profunda, pessoas comprometidas e passageiros leais", comenta a nota da transportadora.

 

Antes de ter ido para a transportadora, Carolyn era presidente executiva do Guardian Media Group. "Depois de sete anos, a oportunidade de ir para a ITV pareceu-me a correcta. É uma empresa fantástica num sector dinâmico e estimulante", indicou. É precisamente a luta por um canal de televisão que, tal como os pares, tem sofrido com uma quebra de receitas e a ausência de novos proveitos que será o novo desafio da ex-líder da EasyJet.

 

Nas suas novas funções, que se irão iniciar a 8 de Janeiro de 2018, Carolyn vai receber um salário anual de 900 mil libras (1 milhão de euros) por ano.




A sua opinião1
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Camponio da beira 17.07.2017

Mas quem sabe de transportes, de repente passa a saber de televisão?Que é que uma coisa tem a ver com a outra??

pub
pub
pub
pub