Aviação Dona da British Airways afunda 6% após ataque informático à companhia aérea

Dona da British Airways afunda 6% após ataque informático à companhia aérea

A British Airways está a investigar um alegado ataque informático que terá afectado 380 mil cartões de pagamento. Esta falha de segurança levou a dona da companhia aérea, a IAG, a cair mais de 6% em bolsa.
Dona da British Airways afunda 6% após ataque informático à companhia aérea
Rita Atalaia 07 de setembro de 2018 às 09:39

A British Airways está a investigar um alegado ataque informático que terá afectado centenas de milhares de cartões de pagamento. Esta falha de segurança, através da qual podem ter sido roubados dados dos clientes, levou a dona da companhia aérea, a International Consolidated Airlines (IAG), a cair quase 6% em bolsa. 

As acções da IAG estão recuar, em Londres, 2,11% para 666,80 pence de libra. Mas chegaram a cair 5,75% durante a sessão para 642 pence de libra, em reacção ao comunicado da British Airways de que um ataque informático, que durou vários dias, terá afectado 380 mil cartões.

 

"Entre as 22:58 [hora local, a mesma em Lisboa] de dia 21 de Agosto e as 21:54 de dia 5 de Setembro, [a segurança] dos dados pessoais e financeiros dos clientes que fizeram reservas através do nosso site ou da aplicação móvel foi comprometida", informou a British Airways em comunicado citado pela Lusa. A empresa também utilizou o Twitter para esclarecer que este ataque está a ser investigado.


A companhia aérea esclareceu ainda que a falha informática já estava resolvida e aconselhou os clientes que "julgam ter sido afectados pelo incidente a contactar o seu banco ou o emissor do cartão [utilizado] e seguir as recomendações" dessas entidades.

 

Depois de se aperceber da falha de segurança, a British Airways, detida pela IAG, alertou de imediato as autoridades e vai agora contactar os clientes cujos dados foram roubados. A companhia aérea afirma ainda que as informações contidas nos passaportes dos viajantes não foram afectadas.




pub