Transportes Governo nomeia nova administração para a Carris e Metro

Governo nomeia nova administração para a Carris e Metro

Tiago Farias, até agora director da mobilidade da Câmara de Lisboa, substitui Rui Loureiro à frente da Carris, Metro de Lisboa, Transtejo e Soflusa. Alteração aprovada pelo Governo é justificada com a nova política de transportes.
Governo nomeia nova administração para a Carris e Metro
João Cortesão/Correio da Manhã
Maria João Babo 07 de Janeiro de 2016 às 13:23

O Governo nomeou um novo conselho de administração para o Metropolitano de Lisboa e, consequentemente, para a Carris, Transtejo e Soflusa. Tiago Farias, ex-administrador da EMEL e, nos últimos dois anos, director municipal de mobilidade e transportes da Câmara Municipal de Lisboa, vai presidir às empresas que actuam sob a marca Transportes de Lisboa, substituindo Rui Loureiro.

A decisão sobre os novos membros dos conselhos de administração das empresas de transporte foi aprovada esta quinta-feira em Conselho de Ministros.


Além de Tiago Farias, integram o novo conselho de administração Luís Carlos Barroso, que integrou a equipa de gestão da Carris e Metro de Lisboa liderada por Silva Rodrigues, José Realinho de Matos, economista e consultor de empresas, Maria Helena Carrasco Campos, até agora directora de serviços da Universidade do Minho, e António Domingues Pires, desde 2011 director executivo na Associação Portuguesa de Empresas de Gás Natural.


Os currículos da nova equipa foram enviados à Comissão de Recrutamento e Selecção para a Administração Pública (CRESAP) a 28 de Dezembro, tendo obtido parecer positivo no dia 5 de Janeiro.


Em comunicado, o Ministério do Ambiente, que tutela estas empresas, sublinha que sendo a descarbonização da economia uma das metas do Governo, "para atingir este objectivo será necessário garantir um sistema de mobilidade planeado de forma coerente com os municípios que gerem a ocupação do território".

"O Governo comprometeu-se com o reforço das competências das autarquias locais na área dos transportes, o que implica a anulação das concessões e privatizações em curso dos transportes colectivos de Lisboa e Porto", refere ainda o gabinete de Matos Fernandes, acrescentando que "para o desenvolvimento de uma nova política de transportes, tornou-se evidente a necessidade de nomear uma equipa alinhada com os princípios de gestão defendidos pelo Ministério do Ambiente".

O aumento da oferta dos transportes públicos colectivos, a redução das emissões de gases com efeito de estufa, a promoção do diálogo social e o reforço das competências dos municípios, lembra, são objectivos do programa do Governo.

 

Rui Lopes Loureiro foi nomeado há quase um ano, a 8 de Janeiro de 2015, pelo Governo de Passos Coelho, encarregue de levar a cabo o processo de subconcessão da Carris e do Metro de Lisboa, empresa marcada no ano passado pela contestação laboral.

O actual Executivo comprometeu-se com os sindicatos do sector, na reunião que travou uma nova greve no Metro em Dezembro, a restabelecer o canal de comunicação entre os trabalhadores e a administração da empresa. Acordou também a suspensão durante pelo menos 30 dias das alterações previstas para o início deste ano relativas ao foro laboral do Metro, nomeadamente a definição de escalas e marcação de férias, motivos na origem da contestação dos trabalhadores.




A sua opinião32
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
mais votado Mr.Tuga Há 1 semana

Ano novo, novos BOYS!
É para isto que serve o "mais estado"... Para albergar as maquinas partidárias e as carraças sanguessugas politicas! O vira o disco e toca o mesmo, da alternância dos tachos e poleiros que insiste em não desaparecer!
E o tuga paga tudo!
Este sitio medíocre, pestilento e repugnante merece-se!
Tenho vergonha de habitar este sítios mal frequentado e que não é para gente séria!

comentários mais recentes
Anónimo Há 1 semana

Gerir BAGUNÇA PS/CGTP

Anónimo Há 1 semana

Dizem que lutaram contras as politicas do Doutor Salazar,o que andam a fazer agora?

DESINFESTAÇÃO DA PRAGA PSD Há 1 semana

HÁ QUE DESINFESTAR OS LUGARES PÚBLICOS DA PRAGA PSD, QUANTO ANTES.
Até podemos admitir q cada governo coloque pessoas da sua confiança, nos lugares-chaves.
É lógico e, até certo ponto, admissível.
Porém, a can-alhada PSD, mm já destituída pela AR, desavergonhadamente, nomeou centenas de “boys”.

ALERTA, DR. ANTÓNIO COSTA Há 1 semana

Dr Antonio Costa, deve ter conhecimento do que vou dizer.
De qualquer maneira aqui fica.
Sabe que as chefias da função publica são todas do PSD.
Esteja atento a futuras sabotagens.
Já agora, todos os que entraram a partir de 2011, na FP, SEM CONCURSO PUBLICO, devem ser sujeitos a concurso.

ver mais comentários
pub
pub
pub
pub