Transportes Governo nomeia nova administração para a Carris e Metro

Governo nomeia nova administração para a Carris e Metro

Tiago Farias, até agora director da mobilidade da Câmara de Lisboa, substitui Rui Loureiro à frente da Carris, Metro de Lisboa, Transtejo e Soflusa. Alteração aprovada pelo Governo é justificada com a nova política de transportes.
Governo nomeia nova administração para a Carris e Metro
João Cortesão/Correio da Manhã
Maria João Babo 07 de Janeiro de 2016 às 13:23

O Governo nomeou um novo conselho de administração para o Metropolitano de Lisboa e, consequentemente, para a Carris, Transtejo e Soflusa. Tiago Farias, ex-administrador da EMEL e, nos últimos dois anos, director municipal de mobilidade e transportes da Câmara Municipal de Lisboa, vai presidir às empresas que actuam sob a marca Transportes de Lisboa, substituindo Rui Loureiro.

A decisão sobre os novos membros dos conselhos de administração das empresas de transporte foi aprovada esta quinta-feira em Conselho de Ministros.


Além de Tiago Farias, integram o novo conselho de administração Luís Carlos Barroso, que integrou a equipa de gestão da Carris e Metro de Lisboa liderada por Silva Rodrigues, José Realinho de Matos, economista e consultor de empresas, Maria Helena Carrasco Campos, até agora directora de serviços da Universidade do Minho, e António Domingues Pires, desde 2011 director executivo na Associação Portuguesa de Empresas de Gás Natural.


Os currículos da nova equipa foram enviados à Comissão de Recrutamento e Selecção para a Administração Pública (CRESAP) a 28 de Dezembro, tendo obtido parecer positivo no dia 5 de Janeiro.


Em comunicado, o Ministério do Ambiente, que tutela estas empresas, sublinha que sendo a descarbonização da economia uma das metas do Governo, "para atingir este objectivo será necessário garantir um sistema de mobilidade planeado de forma coerente com os municípios que gerem a ocupação do território".

"O Governo comprometeu-se com o reforço das competências das autarquias locais na área dos transportes, o que implica a anulação das concessões e privatizações em curso dos transportes colectivos de Lisboa e Porto", refere ainda o gabinete de Matos Fernandes, acrescentando que "para o desenvolvimento de uma nova política de transportes, tornou-se evidente a necessidade de nomear uma equipa alinhada com os princípios de gestão defendidos pelo Ministério do Ambiente".

O aumento da oferta dos transportes públicos colectivos, a redução das emissões de gases com efeito de estufa, a promoção do diálogo social e o reforço das competências dos municípios, lembra, são objectivos do programa do Governo.

 

Rui Lopes Loureiro foi nomeado há quase um ano, a 8 de Janeiro de 2015, pelo Governo de Passos Coelho, encarregue de levar a cabo o processo de subconcessão da Carris e do Metro de Lisboa, empresa marcada no ano passado pela contestação laboral.

O actual Executivo comprometeu-se com os sindicatos do sector, na reunião que travou uma nova greve no Metro em Dezembro, a restabelecer o canal de comunicação entre os trabalhadores e a administração da empresa. Acordou também a suspensão durante pelo menos 30 dias das alterações previstas para o início deste ano relativas ao foro laboral do Metro, nomeadamente a definição de escalas e marcação de férias, motivos na origem da contestação dos trabalhadores.




A sua opinião32
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
mais votado Mr.Tuga 07.01.2016

Ano novo, novos BOYS!
É para isto que serve o "mais estado"... Para albergar as maquinas partidárias e as carraças sanguessugas politicas! O vira o disco e toca o mesmo, da alternância dos tachos e poleiros que insiste em não desaparecer!
E o tuga paga tudo!
Este sitio medíocre, pestilento e repugnante merece-se!
Tenho vergonha de habitar este sítios mal frequentado e que não é para gente séria!

comentários mais recentes
Anónimo 07.01.2016

Gerir BAGUNÇA PS/CGTP

Anónimo 07.01.2016

Dizem que lutaram contras as politicas do Doutor Salazar,o que andam a fazer agora?

DESINFESTAÇÃO DA PRAGA PSD 07.01.2016

HÁ QUE DESINFESTAR OS LUGARES PÚBLICOS DA PRAGA PSD, QUANTO ANTES.
Até podemos admitir q cada governo coloque pessoas da sua confiança, nos lugares-chaves.
É lógico e, até certo ponto, admissível.
Porém, a can-alhada PSD, mm já destituída pela AR, desavergonhadamente, nomeou centenas de “boys”.

ALERTA, DR. ANTÓNIO COSTA 07.01.2016

Dr Antonio Costa, deve ter conhecimento do que vou dizer.
De qualquer maneira aqui fica.
Sabe que as chefias da função publica são todas do PSD.
Esteja atento a futuras sabotagens.
Já agora, todos os que entraram a partir de 2011, na FP, SEM CONCURSO PUBLICO, devem ser sujeitos a concurso.

ver mais comentários
pub
pub
pub
pub