Transportes Taxistas desmobilizam em Lisboa após receberem "algumas garantias" do Governo

Taxistas desmobilizam em Lisboa após receberem "algumas garantias" do Governo

Centenas de taxistas começaram a desmobilizar pelas 20:00 da Assembleia da República, onde se mantiveram em protesto contra a Uber durante toda a tarde, após uma reunião com o secretário de Estado do Ambiente em que foram dadas "algumas garantias".
Taxistas desmobilizam em Lisboa após receberem "algumas garantias" do Governo
Lusa 29 de abril de 2016 às 20:31

A decisão foi anunciada ao início da noite pelo presidente da Federação Portuguesa do Táxi (FPT), Carlos Ramos, às dezenas de taxistas que ainda se mantinham em frente ao parlamento, depois de este responsável e o presidente da Associação Nacional de Transportadores Rodoviários em Automóveis Ligeiros (ANTRAL), Florêncio Almeida, terem recebido algumas garantias da parte do secretário de Estado Adjunto e do Ambiente, José Mendes.

 

A exclusão da empresa de serviço de transporte privado Uber do grupo de trabalho criado pelo Governo para analisar os transportes urbanos e o facto de as conclusões que este grupo de trabalho apresentar terem de ser aplicadas a todos os operadores que pretendam trabalhar no sector, à semelhança dos taxistas, são garantias que as duas associações consideram positivas. 


A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub
pub
pub
pub