Transportes Uber com prejuízos de perto de 4 mil milhões e vendas de 6 mil milhões de euros

Uber com prejuízos de perto de 4 mil milhões e vendas de 6 mil milhões de euros

O ano foi de turbulência na Uber. Mesmo assim conseguiu registar, em 2017, vendas superiores a 6 mil milhões de euros. Mas com muitos prejuízos.
Uber com prejuízos de perto de 4 mil milhões e vendas de 6 mil milhões de euros
Reuters
Negócios 14 de fevereiro de 2018 às 00:24

A Uber Technologies aumentou as receitas ajustadas em 61% no quarto trimestre de 2017, face a igual período do ano anterior, para 2,22 mil milhões de dólares (cerca de 1,8 mil milhões de euros). Foi o primeiro trimestre sob o comando de Dara Khosrowshahi, que assumiu a liderança em Setembro. 

Num ano turbulento para a companhia de transportes, as vendas com o negócio principal atingiram 7,5 mil milhões de dólares (6,1 mil milhões de euros), mas os prejuízos atingiram os 4,5 mil milhões de dólares (3,7 mil milhões de euros). As vendas brutas totalizaram 37 mil milhões de dólares, estando a UberEats perto dos 4 mil milhões. 

A Uber não está cotada e os resultados foram divulgados pela Bloomberg. O maior accionista da Uber é actualmente o SoftBank Group, que liderou um financiamento de 9,3 mil milhões de dólares no mês passado

Os últimos dados financeiros mostram que a companhia continua a aumentar as receitas e a reduzir prejuízos, mas estes ainda incluem imparidades, com despesas legais, nomeadamente por causa dos custos da defesa numa acção movida pela Waymo, da Alphabet, a casa-mãe da Google. A Uber acordou em dar à Waymo acções no valor de 245 milhões para resolver a questão.

Khosrowshahi, segundo a Bloomberg, falou esta terça-feira com investidores e com sites de informação. O CEO deverá também esta quarta-feira falar numa conferência da Goldman Sachs em San Francisco. 

O presidente executivo da Uber já disse esperar que a empresa se torne rentável nos próximos três anos. E quer estrear-se em bolsa no próximo ano.

(Notícia actualizada para especificar que as vendas brutas são de 37 mil milhões de dólares)



A sua opinião10
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Nonagésimo Há 1 semana

agora actualizaram depois de eu no primeiro comemtario referir como tratam os numeros e mesmo assim nao esta correcto pelo artgo original.
já sei que nao escrevo bem mas nao vivo disto

Anónimo Há 1 semana

Uber com prejuízos astronómicos, perdeu todas as patentes registadas, proibida a sua actividade em dezenas de cidades e países pelo mundo e em Portugal pelo tribunal da relação. Não dou dois anos para entrar em falência.

UBER amo-te Há 1 semana

Simplesmente um serviço de top

Conceição Antunes Há 1 semana

Só dá prejuizos... à empresa e aos trabalhadores! Vivem de migalhas mas trabalham horas e horas diárias. Uma vergonha!!!!

ver mais comentários
Saber mais e Alertas
pub