Turismo & Lazer Conheça a Dismaland, o perturbador parque temático criado por Banksy

Conheça a Dismaland, o perturbador parque temático criado por Banksy

Banksy sonha e a obra nasce. A nova criação do subversivo artista de rua chama-se Dismaland e é um parque temático sombrio anti-Disneyland, que conta com um barco cheio de bonecos negros a fazer lembrar os migrantes que tentam chegar à Europa e com uma Cinderella acidentada na sua carruagem, por exemplo.
Reuters Reuters Reuters Reuters Reuters Reuters Reuters Reuters Reuters Reuters Reuters Reuters Reuters Reuters Reuters Reuters Reuters Reuters Reuters Reuters Reuters Reuters Reuters Reuters Reuters Reuters
André Vinagre 21 de agosto de 2015 às 17:27

"Os parques temáticos deviam ter temas maiores", disse o artista britânico ao Guardian. Assim, a Dismaland vai contar com obras de mais de 50 artistas internacionais, incluindo o próprio Banksy, e vai estar aberto a partir de sábado, dia 22 de Agosto, até 27 de Setembro.

 

Este projecto temporário e clandestino da autoria de Banksy está instalado num resort abandonado há 15 anos em Somerset, Inglaterra, na localidade de Weston-super-Mare e terá um limite de quatro mil bilhetes diários, com o preço de três euros cada.

 

A Dismaland pretende tornar o espaço numa cidade sinistra, carregada de contra-cultura, com inúmeras metáforas da sociedade e o humor sinistro, característico de Banksy, que irá pagar a totalidade do projecto.

 

Este artista de rua britânico é conhecido pelo seu anonimato e pelas suas obras clandestinas, sempre satíricas e de humor negro. Além de artista de rua, Banksy destacou-se nos últimos anos como realizador cinematográfico e como activista político.

 

Segundo o canal britânico Channel 4, as imagens da construção deste parque começaram a surgir na internet no início deste mês e suscitaram logo grande expectativa. Nesta cidade sinistra poderá ver um barco cheio de bonecos negros, a fazer lembrar os migrantes que viajam de África para a Europa, uma Cinderella acidentada na sua carruagem e rodeada de fotógrafos, simulações de cidades amotinadas e vários jogos, atracções e instalações assustadoras.

 

O Channel 4 disse mesmo que "é uma experiência extraordinária, chocante e divertida a partir do momento em que se passa os portões da Dismaland".

 

Esta sexta-feira, dia 21 de Agosto, numa das suas raras entrevistas, Banksy descreveu ao Guardian o projecto como "um festival de arte, entretenimento e anarquismo. Um sítio onde pode aceder facilmente à contracultura".

 

"Acho que um museu é um mau local para se ver arte", concluiu Banksy.

Veja a reportagem da Channel 4:




A sua opinião2
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
mais votado Rekorbp 26.08.2015

Basicamente esta arte retrata a mais pura realidade em que nós vivemos ao ponto de haver a necessidade de criar fantasia para simplesmente se viver, pelo menos para a grande maioria para uma pequena minoria a vida é um conto de fadas.

comentários mais recentes
Rekorbp 26.08.2015

Basicamente esta arte retrata a mais pura realidade em que nós vivemos ao ponto de haver a necessidade de criar fantasia para simplesmente se viver, pelo menos para a grande maioria para uma pequena minoria a vida é um conto de fadas.

Anónimo 21.08.2015

Maravilhoso !!!

pub
pub
pub
pub