Turismo & Lazer Primeiro hotel espacial de luxo abre em 2022

Primeiro hotel espacial de luxo abre em 2022

É o primeiro hotel de luxo do mundo no espaço. Chama-se Estação Aurora, vai abrir portas daqui a quatro anos e já está a aceitar reservas.
Primeiro hotel espacial de luxo abre em 2022
Raquel Murgeira 06 de abril de 2018 às 19:49

A Estação Aurora vai ser o primeiro hotel espacial de luxo do mundo. Será lançado em 2021 e deverá abrir portas aos primeiros hóspedes já em 2022, de acordo com o Tech Times.

A ideia de fazer turismo no espaço torna-se cada vez mais uma possibilidade de negócio, especialmente para ricos e famosos. Segundo a empresa, o lançamento da Estação Aurora procura deixar mais acessível fazer viagens ao espaço. Caso o plano se concretize, irá ultrapassar os planos da Rússia de construir um hotel de luxo na Estação Espacial Internacional, segundo o Tech Times.

A Estação Aurora será desenvolvida pela startup norte-americana Orion Span, tendo os planos da sua construção sido revelados na Space 2.0 Summit, na Califórnia, na quinta-feira passada.

De acordo com a empresa que a está a desenvolver, a Estação Aurora vai transportar os viajantes a uma velocidade nunca antes vista e ao preço mais baixo de sempre, conseguindo hospedar seis pessoas ao mesmo tempo: quatro clientes e dois tripulantes. Os hóspedes terão de passar por um processo de treino que costuma ser de 24 meses mas o tempo foi reduzido para três meses, diminuindo assim o custo da viagem, de acordo com um comunicado da empresa.

"Os viajantes do espaço vão desfrutar de uma experiência única de astronauta com extraordinárias aventuras durante os 12 dias de viagem", promete a startup americana, citada no Tech Times.

O luxuoso hotel espacial vai medir atingir mais de 13,3 metros de comprimento e 4,3 metros de largura, vai orbitar a Terra a uma altitude de 320 quilómetros (inferior aos 400 quilómetros de distância da Estação Espacial Internacional).

A empresa vai construir a estação espacial em Houston, segundo dados da startup. A Orion Span revela ainda que a estação pode ficar maior, caso sejam acrescentados módulos ao modelo original, isto porque a empresa pretende vender futuramente "condomínios espaciais".

Ser um hóspede na Estação Aurora vai custar 9,5 milhões de dólares por pessoa (7,7 milhões de euros). A empresa está já a aceitar reservas com um depósito antecipado de 80.000 dólares. Os valores foram estimados em função de viagens feitas à Estação Espacial Internacional, em 2001, que custaram entre 20 milhões a 40 milhões de dólares, de acordo com o Tech Times.

 




A sua opinião1
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
comentar
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentários mais recentes
Alfon Há 2 semanas

Pura maluquice.