Turismo & Lazer Turismo do Porto e Norte de Portugal diz que 'glamping' é "estratégico" para região

Turismo do Porto e Norte de Portugal diz que 'glamping' é "estratégico" para região

O presidente da Turismo do Porto e Norte de Portugal, Melchior Moreira, considerou este domingo que o ‘glamping’ é um "produto estratégico" na região e que está a afirmar-se de forma "consistente" no sector do turismo de natureza.
Turismo do Porto e Norte de Portugal diz que 'glamping' é "estratégico" para região
Lusa 13 de agosto de 2017 às 10:54

"É um conceito inovador que o nosso território está a saber absorver e, mais do que isso, está a adaptar às mais-valias do destino", declarou Melchior Moreira, numa entrevista à Lusa a propósito de as taxas de ocupação do ‘glamping’ (acampar com glamour) estarem, neste Verão, próximas dos 100%.

 

Apesar de a oferta de alojamento para o ‘glamping’ ser ainda "incipiente", segundo uma análise do presidente da TPNP, aquele fenómeno turístico está a revelar-se um "atractivo" para quem procura o Norte do País para o turismo de natureza.

 

"Este produto estratégico tem vindo a crescer de forma consistente de ano para ano e os nossos parceiros públicos e privados estão a ajustar-se e a reinventar-se para que a diversidade de experiências e de contacto com a região seja o mais personalizada possível", acrescentou, referindo que cada vez mais há apetência para a oferta de segmentos de luxo.

 

Segundo dados do TPNP relacionados com o turismo de natureza registou-se este ano e no acumulado de Janeiro a Julho, "uma subida de 8%" em relação ao mesmo período de 2016.

 

O Turismo de Natureza representa 37% dos turistas no Norte e é o "4.º factor de motivação na visita território" do Norte de Portugal. O turista de natureza fica em média quatro a cinco dias e vem sobretudo do norte da Europa e França, acrescenta a entidade do TPNP.




A sua opinião1
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Mr.Tuga Há 3 dias

Fod***! Nem a merd*A dos INCENDIOS que reduzem cá a CAGADEIR*A a cinzas afasta estes bostas de turistazecos 3ª de MIerdA que tornam a vida dos habitantes e trabalhadores da cidade num caos intransitável e miserável ?!?
Ao menos ajudem a apagar os fogos...

pub
pub
pub
pub