Bolsa Acções da Unilever e Kraft disparam para máximos históricos

Acções da Unilever e Kraft disparam para máximos históricos

Nunca as acções da Unilever e da Kraft valeram tanto. Os títulos estão a disparar depois de ter sido noticiado que a Unilever rejeitou uma oferta de 130 mil milhões da Kraft Heinz.
Acções da Unilever e Kraft disparam para máximos históricos
Bloomberg
Sara Antunes 17 de fevereiro de 2017 às 16:06

As acções da Unilever estão a subir 11,20% para 44 euros, tendo tocado nos 44,315 euros, o que corresponde ao valor mais elevado desde que negoceiam em bolsa (1989).

 

Já a Kraft está a subir 8,51% para 94,705 dólares, tendo chegado a negociar nos 94,77 dólares, o que também corresponde ao nível mais alto de sempre, sendo que as acções só negoceiam em bolsa desde 2015.

Estas subidas acentuadas surgem no dia em que foi noticiado que a Unilever rejeitou a proposta de compra lançada pela americana Kraft Heinz.

 

A oferta da Kraft ascendia a 50 dólares por cada acção da Unilever, um valor que seria pago em parte em dinheiro (30,23 dólares) e a restante em acções da americana (0,222 títulos por cada um detido da Unilever). Esta oferta avalia a Unilever em aproximadamente 143 mil milhões de dólares (134,4 mil milhões de euros ao câmbio actual).

 

A oferta implica um prémio de 18% face ao valor de fecho das acções na última sessão.

 

Mas a proposta foi rejeitada por considerar que não há "nenhum mérito, quer financeiro, quer estratégico, para os accionistas da Unilever".

 

As acções estão assim a reflectir a expectativa dos investidores de que as duas empresas possam chegar a um acordo. Isto apesar de a Unilever ter dito não ver bases para futuras discussões. E, por isso, "a Unilever PLC [divisão britânica do grupo] e a Unilever NV [divisão do grupo com sede nos Países Baixos] recomenda que os accionistas não tomem nenhuma atitude" em relação ao negócio proposto. "Futuros anúncios serão feitos, caso seja apropriado", acrescenta a empresa holandesa num comunicado emitido esta sexta-feira.




A sua opinião2
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Conselheiro de Trump Há 2 dias

Afinal a oferta dos 130.000.000.000 de euros sao a oferta que hoje vigora.Tambem esta a ser noticia que se houver um acordo na compra e venda,o maior accionista da Kraft vai ter a sua conta bancaria com mais 4.000.000.000. mais gorda.

Conselheiro de Trump Há 3 dias

Noticia actualizada ja vai em 143.000.000.000 de euros.Nao me espanta,mais eu tenho quase a certesa que a empresa tambem e trabalhada por PRECARIOS.E ir perguntar a eles se querem outro emprego,respondo por eles:NAO.

pub
Saber mais e Alertas
pub
pub
pub