Bolsa Acções da RWE afundam mais de 12% após corte de dividendos

Acções da RWE afundam mais de 12% após corte de dividendos

A eléctrica germânica anunciou que, excluindo acções preferenciais, suspenderá o pagamento de dividendos. Os títulos desvalorizam mais de 12%.
Acções da RWE afundam mais de 12% após corte de dividendos
Bloomberg
Rui Barroso 17 de Fevereiro de 2016 às 12:39

Os accionistas da eléctrica germânica RWE receberam esta quarta-feira más notícias. A empresa alemã anunciou a suspensão da remuneração aos detentores de acções ordinárias e vai cortar a fundo no dividendo pago a quem detenha acções preferenciais.

A decisão da RWE não foi bem recebida pelo mercado, com as acções a tombarem esta quarta-feira 12,75% para 10,295 euros. O presidente-executivo da empresa, Peter Terium, reconheceu, num comunicado, que a decisão pode "ter desapontado muitos accionistas. Mas é necessária para fortalecer a empresa".

A opção de cortar o dividendo, com o valor distribuído aos accionistas a baixar de 615 milhões para cerca de cinco milhões de euros segundo a Bloomberg, surge após o prejuízo sofrido pela empresa no ano passado.

A RWE teve de cortar a avaliação que dava no balanço das centrais eléctricas que detém na Alemanha e no Reino Unido em 2,1 mil milhões de euros. Este factor, a par com o investimento para abandonar o nuclear e apostar em energias limpas, para seguir as directrizes de política energética do Governo de Merkel, levaram a um prejuízo de 200 milhões de euros em 2015.

A empresa justificou a decisão, num comunicado, com "a recente deterioração dramática das perspectivas para os resultados da geração convencional de energia". 




A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub
pub
pub
pub