Bolsa As cinco acções portuguesas em que o fundo da Noruega mais investe

As cinco acções portuguesas em que o fundo da Noruega mais investe

O maior fundo da Europa aumentou a exposição à bolsa portuguesa. As acções da Nos foram alvo de um dos maiores reforços, mas a energia continua a ter o maior peso no fundo.
As cinco acções portuguesas em que o fundo da Noruega mais investe
Miguel Baltazar/Negócios
Rui Barroso 10 de março de 2016 às 08:00

O Fundo Soberano da Noruega tinha, no final de 2015, posições na bolsa portuguesa avaliadas em 820 milhões de euros, uma subida face aos 758,6 milhões verificados no final de 2014 (às taxas de câmbio dessas duas datas). A exposição à bolsa nacional atingiu um novo máximo e o veículo de investimento está presente no capital de 22 cotadas nacionais. Há duas empresas em que as posições estão avaliadas em mais de 100 milhões de euros.

EDP

Apesar do fundo ter reduzido a posição na eléctrica de 1,91% para 1,5%, a participação na empresa liderada por António Mexia continua a ser a mais valiosa na bolsa portuguesa. No final de 2015, a entidade escandinava avaliava o investimento na EDP, que é a cotada com maior valor de mercado da bolsa portuguesa, em 182,7 milhões de euros.

Nos

As acções da empresa liderada por Miguel Almeida foram a grande aposta do fundo norueguês em 2015. Esta entidade reforçou no capital da empresa, passando de 1,6% para 3,86% do capital. A posição do fundo na Nos passou a ser a segunda mais valiosa no mercado nacional, avaliada em 144 milhões de euros.

EDP Renováveis

A energia é o sector mais representativo da bolsa portuguesa e é também o sector que tem maior peso na carteira do fundo da Noruega no mercado nacional. Apesar de ter descido a posição na eólica de 1,69% para 1,24%, a posição na empresa é a terceira mais valiosa na bolsa portuguesa. Era de 78,5 milhões de euros no final de 2015.

Galp

A posição do fundo na Galp é de apenas 0,87%. Mas dado que a petrolífera tem a segunda maior capitalização do mercado nacional, a participação do Fundo Soberano da Noruega na empresa está entre as cinco maiores na bolsa portuguesa. Estava avaliada em 77,6 milhões de euros.

Portucel

O Fundo Soberano da Noruega aproveitou a operação de troca de acções da Semapa pelas da Portucel para reforçar na empresa liderada por Diogo da Silveira. A posição no capital da Portucel aumentou de 0,82% para 2,75% e entrou na lista das cinco mais valiosas da bolsa portuguesa. O fundo norueguês avaliava essa posição em 76 milhões de euros. 




A sua opinião3
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Ninja de Lisboa 10.03.2016

Apenas mais duas empresas do PSI20 distribuem dividendos.
A escolha é lógica, mas não é segura, pelo menos na minha opinião.
A bolsa PT vai estourar rapidamente devido á falta de liquidez.

soane capital 10.03.2016

https://www.noticiasaominuto.com/economia/545130/sonae-capital-volta-aos-lucros-e-distribui-dividendos-de-15-milhoes

Nº de ações – 250 milhões
Dividendo – 15 milhões
Rentabilidade do dividendo por ação = 15/250 = 6 cêntimos
Rentabil do dividendo p ação em % = 0.06/0.58 = 10.3 %
Entrada no psi 20

Anónimo 10.03.2016

Se investem é porque a nossa bolsa tem potencial de subida... Apesar de haver muita gente a querer afundar isto à força toda!!

pub
pub
pub
pub