Bolsa Bolsa nacional recua após quatro sessões de ganhos

Bolsa nacional recua após quatro sessões de ganhos

O BCP e a Galp são as cotadas que mais penalizam o PSI-20.
A carregar o vídeo ...
Nuno Carregueiro 24 de novembro de 2017 às 08:14

A bolsa nacional abriu em terreno ligeiramente negativo, com o PSI-20 a descer 0,05% para 5.307,07 pontos, com sete cotadas a descer, quatro a subir e sete sem variação. Nas restantes praças europeias os índices negaceiam em alta ligeira, depois do SPD ter aceite iniciar negociações para apoiar um governo minoritário de Merkel.

 

Após quatro sessões em alta, o PSI-20 está a ser penalizado pelos pesos pesados, depois de ontem no Parlamento ter sido aprovado uma alteração ao Orçamento do Estado que que agravará o IRC para as empresas com lucros acima de 35 milhões de euros.

 

Além disso, a proposta que revê o quadro de tributação das imparidades da banca vai ser retirada pelo Governo da discussão do Orçamento do Estado para 2018 para ser apresentada de forma autónoma no Parlamento.

O Banco Comercial Português desce 0,4% para 0,248 euros. Ontem o banco confirmou que está no mercado para captar 300 milhões de euros, numa operação que será feita através da emissão de obrigações a 10 anos, passíveis de serem reembolsadas no final de cinco anos.

 

A Galp Energia cede 0,53% para 15,835 euros, numa sessão em que o petróleo me Londres transacciona em alta ligeira e perto dos 64 dólares.

 

As acções da REN continuam a ser pressionadas pela negociação dos direitos. Estes títulos cedem 0,65% para 15,3 cêntimos, levando as acções a recuar 0,2% para 2,484 euros.

 

Hoje a sessão em Wall Street será mais curta (a negociação termina às 18:00, de Lisboa) e muitos investidores estão fora do mercado.