Bolsa Consolidação na indústria leva sector do papel para máximos. Altri dispara mais de 10%.

Consolidação na indústria leva sector do papel para máximos. Altri dispara mais de 10%.

Altri, Navigator e Semapa atingiram novos máximos históricos esta quarta-feira, animadas por movimentos de consolidação no sector.
Consolidação na indústria leva sector do papel para máximos. Altri dispara mais de 10%.
Rita Faria 16 de maio de 2018 às 10:22

Na bolsa nacional, as cotadas da pasta e do papel estão a registar fortes ganhos e a negociar em novos máximos, animadas por movimentos de consolidação no sector.

A Altri valoriza 5,55% para 7,04 euros, depois de já ter disparado um máximo de 10,19% para 7,35 euros, o valor mais alto de sempre. A Navigator também já alcançou um novo recorde nos 5,385 euros, estando os títulos a subir agora 1,62% para 5,325 euros. A Semapa – que apresenta as suas contas após o fecho do mercado – ganha 2,60% para 20,15 euros, a cotação mais alta de sempre.

Esta evolução acontece depois de a imprensa brasileira ter noticiado que a Asia Pacific Resources International (APRIL) fechou um acordo exclusivo com a Lwarcel, tendo feito uma proposta para comprar a sua fábrica de pasta em Lençóis Paulista nos próximos 60 dias.

Numa nota de análise, o BPI recorda que a Lwarcel tem estado à procura de um parceiro para a sua unidade industrial, que permitiria à empresa implementar um projecto de expansão que poderia aumentar a produção em Lençóis Paulista das actuais 250 mil toneladas por ano para 1,5 milhões.

A Altri e a Navigator eram apontadas como interessadas na compra da brasileira Lwarcel, juntamente com a chilena Arauco.

"A aquisição da Lwarcel por um player ibérico faria sentido de um ponto de vista estratégico mas a APRIL parece disposta a fazer uma oferta mais agressiva", referem os analistas do BPI.

Este negócio, que deverá estar iminente, é conhecido dois meses depois de ter sido anunciado que as duas maiores empresas de pasta do Brasil, a Fibria e a Suzano, vão avançar para uma fusão e dar origem à maior produtora mundial desta matéria que serve de base à produção de papel.




Saber mais e Alertas
pub