Bolsa EUA e México chegam a acordo. Deixam cair "NAFTA"

EUA e México chegam a acordo. Deixam cair "NAFTA"

É oficial: os EUA e o México já assinaram um acordo para a renegociação do chamado NAFTA. Uma designação que deixará de ser usada, uma vez que os dois países decidiram mudar o nome do acordo. Aguardam agora que o Canadá se junte nas negociações.
EUA e México chegam a acordo. Deixam cair "NAFTA"
Rita Atalaia 27 de agosto de 2018 às 16:30

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, já assinou um acordo com o México na renegociação do Acordo de Comércio Livre da América do Norte (NAFTA), de acordo com a Bloomberg. Os dois países, que decidiram deixar cair a designação do acordo, aguardam agora que o Canadá se junte à mesa das negociações.

"É um grande dia para o comércio", afirmou Donald Trump, num comunicado enviado pela Casa Branca, depois de ter assinado o acordo de comércio livre. No Twitter, o presidente referiu que este é "um grande acordo com o México".

O presidente dos EUA anunciou o acordo esta segunda-feira, 27 de Agosto, num evento que contou com o presidente mexicano, através de uma "conference call". Enrique Pena Nieto afirmou que espera que o Canadá se junte em breve.

 

As renegociações do NAFTA começaram há cerca de um ano, mas acabaram por decorrer nas últimas semanas apenas entre o México e os EUA. Agora que chegaram a um entendimento, os dois países esperam que o Canadá participe nas negociações. 

Falta luz verde do Canadá

 

Apesar de o México e EUA terem chegado a um acordo, fica a faltar a asssinatura do Canadá. E o porta-voz da ministra dos Negócios Estrangeiros do Canadá, Chrystia Freeland, já veio dizer que não se devem tirar conclusões precipitadas, avança a Bloomberg. "É necessária a assinatura do Canadá", disse Adam Austen. "Só vamos assinar um acordo que seja bom para o país e para a classe média" e "vamos continuar a trabalhar para modernizar o NAFTA", acrescentou.

O presidente do México referiu entretanto, no Twitter, que falou com o primeiro-ministro do Canadá, Justin Trudeau, e salientou a importância de o país se juntar ao México e EUA nestas negociações. Os investidores aguardam agora para perceber qual será a posição do Canadá.

As principais praças norte-americanas abriram a sessão em alta, animadas pela possibilidade de os dois países conseguirem chegar a este entendimento. Uma tendência que se mantém, com o Dow Jones a subir 0,84% para 26.005,73 pontos, o S&P500 a avançar 0,68% para 2.894,86 pontos e o Nasdaq a ganhar 0,88% e a negociar acima da fasquia dos 8.000 pontos pela primeira vez. 

(Notícia actualizada às 16:50 com mais informação)




pub