Bolsa Viagem ao mundo das acções "abaixo de cão"

Viagem ao mundo das acções "abaixo de cão"

Alix Steel e Scarlet Fu, da Bloomberg TV, debruçam-se sobre as chamadas “acções abaixo de cão”.
A carregar o vídeo ...
Bloomberg TV 01 de março de 2016 às 01:47

Uma "acção abaixo de cão" é um título que tem vindo a perder terreno, seja devido aos resultados medíocres da empresa ou devido às fracas perspectivas de crescimento. No entanto, há quem invista precisamente nessas acções, quando acredita que podem registar uma reviravolta, voltando a revelar solidez e regressando aos ganhos.

 

Apesar de ser uma estratégia arriscada, há quem compre precisamente esse tipo de acções cujo preço tem vindo a sofrer constantes quedas – isto porque as mais-valias podem ser enormes se o cenário se inverter rapidamente.

 

Este é um método que o investidor Warren Buffett - CEO da Berkshire Hathaway e conhecido como o "Oráculo de Omaha" [derivado da localidade onde o seu conglomerado está sediado, no estado do Nebraska] – usa há muito tempo. E que tem resultado, a atender a que é um dos homens mais ricos do mundo.

 

Com efeito, uma das estratégias deste multimilionário é comprar acções que considera estarem "subavaliadas" mas cuja empresa vê como sendo inerentemente sólida – apesar de não estar, naquele dado momento, nas boas graças da maioria dos investidores. 


A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub