Bolsa Martifer afunda 15% após descida nos lucros

Martifer afunda 15% após descida nos lucros

As acções da Martifer recuam dos máximos de Junho de 2014 fixados na última sessão.  

A Martifer está a reagir de forma negativa aos resultados do primeiro semestre que foram revelados após o fecho da sessão de ontem, já que foi por pouco que a cotada não regresso aos prejuízos.

As acções caem 10,49% para 0,512 euros, sendo que no início da sessão chegaram a recuar 15,91% para 0,481 euros.

Esta reacção em queda corrige o desempenho negativo das acções nas últimas sessões, sendo que esta quinta-feira os títulos atingiram um máximo desde Junho de 2014 após uma série de sessões de ganhos acentuados.

No acumulado do ano as acções valorizam 55,83%, com a empresa a avaliada em 50,8 milhões de euros.

Após o fecho da sessão de ontem, a Martifer revelou que registou lucros de apenas 400 mil euros na primeira metade de 2018 (contra lucros de 5,3 milhões de euros no mesmo período do ano passado), enquanto o EBITDA (resultado antes de juros, impostos, depreciações e amortizações) aumentou, em termos homólogos, de três milhões para 5,8 milhões de euros.

No comunicado enviado à CMVM, a Martifer enfatiza os proveitos operacionais, que tiveram um crescimento homólogo de 7,6 milhões de euros, para 104,1 milhões, dos quais 56,3 milhões na construção metálica (actividade fundacional do grupo), 43 milhões na indústria naval e 5,6 milhões de euros nas energias renováveis.

 

O volume de negócios gerado fora de Portugal e as exportações representam cerca de 70% da facturação total do grupo.

 

 




Saber mais e Alertas
pub