Bolsa Resultados e expectativas de progressos entre a China e EUA animam Wall Street

Resultados e expectativas de progressos entre a China e EUA animam Wall Street

As bolsas dos Estados Unidos estão a negociar com sinal positivo, impulsionadas pelos resultados das empresas e pelas negociações que serão retomadas entre os Estados Unidos e a China em torno do comércio.
Resultados e expectativas de progressos entre a China e EUA animam Wall Street
EPA
Rita Faria 21 de agosto de 2018 às 14:40

Os principais índices norte-americanos abriram em alta esta terça-feira, 21 de Agosto, impulsionados por uma série de resultados animadores e pelas expectativas em torno das negociações entre Washington e Pequim, que serão retomadas esta semana.

 

Essas mesmas expectativas garantiram ganhos na sessão de ontem, ainda que as subidas tenham sido atenuadas no final do dia, depois de o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, ter criticado o presidente da Reserva Federal, voltando a acusar a China de manipulação da moeda e antecipando poucos progressos nas conversações com Pequim.

 

Nesta altura, o índice industrial Dow Jones ganha 0,35% para 25.758,69 pontos, enquanto o tecnológico Nasdaq sobe 0,29% para 7.844,21 pontos. Já o S&P500 valoriza 0,27% para 2.865,05 pontos.

 

Numa entrevista à Reuters, Trump disse ontem não estar "maravilhado" com a Fed sob a liderança de Jerome Powell, por a autoridade monetária estar a subir os juros e a fazer pouco, na sua opinião, para impulsionar o crescimento da economia.

 

Os comentários de Trump penalizaram o dólar, que está hoje em queda pela quinta sessão consecutiva, retirando pressão sobre muitos mercados emergentes, e impulsionando o preço dos metais e do petróleo.

 

Com a época de resultados a perder gás, a atenção dos investidores estará focada na política monetária ao longo da semana. Na quarta-feira, serão conhecidas as minutas da Fed sobre a última reunião, que deverão mostrar a confiança do banco central no crescimento da economia e o seu compromisso com a trajectória de aumento dos juros.

 

Jerome Powell, líder da Fed, e outros responsáveis de bancos centrais vão reunir-se no final da semana em Jackson Hole, Wyoming, para discutir temas como a inflação baixa, o crescimento lento dos salários e os fracos ganhos de produtividade na economia norte-americana.

 

Em destaque na sessão estão os títulos da Apple que sobem 0,39% para 216,31 dólares, depois de o Bank of America ter aumentado o seu preço-alvo para as acções para 250 dólares.

 

Também a Medtronic ganha 4,23% para 93,85 dólares, animada pelos resultados acima do esperado.

 

Já a Coty desvaloriza 5,89% para 11,66 dólares, depois de ter falhado as projecções para as vendas pela primeira vez em seis trimestres.

 

Também a Kohl’s, que valoriza 45% este ano, desce 1,71% para 77,48 dólares, depois de uma subida abaixo do esperado das estimativas de lucros, apesar dos fortes resultados trimestrais.

 




pub