Bolsa Wall Street acompanha subida global à boleia do BCE

Wall Street acompanha subida global à boleia do BCE

As principais praças norte-americanas terminaram a semana em alta, acompanhando o sentimento registado nas bolsas mundiais que beneficiaram do optimismo dos investidores que se seguiu ao anúncio do BCE.
David Santiago 11 de março de 2016 às 21:13

O índice industrial Dow Jones encerrou a sessão bolsista desta sexta-feira, 11 de Março, a apreciar 1,28% para 17.213,31 pontos, tal como o tecnológico Nasdaq Composite que acabou a última sessão desta semana a ganhar 1,85% para 4.748,46 pontos. O Dow Jones negociou em máximos de 4 de Janeiro na sessão enquanto o Nasdaq Composite esteve no valor mais alto desde 7 de Janeiro. 

 

Já o índice Standard & Poor’s 500 fechou a sessão a valorizar 1,6% para 2.022,01 pontos, que assim ficou acima do valor médio dos últimos 100 dias, numa sessão em que transaccionou praticamente no valor mais alto já atingido este ano, em 5 de Janeiro.

 

O optimismo verificado esta sexta-feira em Wall Street surge na sequência do novo pacote de estímulo às economias da Zona Euro que foi ontem apresentado pelo Banco Central Europeu (BCE), com o presidente da instituição, Mario Draghi, a anunciar cortes nas três principais taxas de juro.

 

"Qualquer medida agressiva para estimular o crescimento e manter a expansão ‘em pista’ é positiva", diz Joe Quinlan, chefe do departamento de estratégia do Bank of America Private Wealth Management, citado pela agência Bloomberg. "Aquilo que o BCE fez ontem contribuiu para este ‘momentum’", concluiu Joe Quinlan.

 

Na quinta-feira os mercados, incluindo Wall Street, reagiram de forma positiva ao anúncio inicial feito por Draghi. Mas depois de o italiano avisar que o BCE não avançaria no futuro com cortes adicionais às taxas de juro os investidores ficaram receosos, contribuindo para uma inversão nas bolsas europeias e norte-americanas que encerraram, maioritariamente, a negociar no vermelho.

 

No entanto, esta sexta-feira fica marcada pela reavaliação, por parte dos investidores, às palavras de Mario Draghi, tendo desta feita prevalecido o optimismo em relação ao novo pacote de medidas monetárias expansionistas e à disponibilidade demonstrada pelo BCE para pagar aos bancos para lhes poder emprestar dinheiro

(Notícia actualizada às 21:15)




A sua opinião1
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Anónimo 12.03.2016

Assim o petroleo nao pode subir,as pessoas andando a boleia ha menos consumo,mas poupa-se no meio ambiente.Diz o ditado:quando esta na mesa,e os convidados ha volta dela chega para todos,e o draghi desta vez foi ainda mais amigo passou de 60.000.000.000.,para 80.000.000.000..

pub