Bolsa Wall Street cede terreno e reduz maior ganho mensal desde 2011

Wall Street cede terreno e reduz maior ganho mensal desde 2011

Os principais índices bolsistas norte-americanos encerraram em baixa, diminuindo assim a valorização mensal – que foi a mais elevada desde 2011. A penalizar a tendência nesta sexta-feira estiveram sobretudo os títulos financeiros.
Wall Street cede terreno e reduz maior ganho mensal desde 2011
Bloomberg
Carla Pedro 30 de outubro de 2015 às 20:48

O Dow Jones fechou a ceder 0,52% para 17.663,54 pontos e o Standard & Poor’s 500 recuou 0,5% para 2.079,43 pontos. No acumulado de Outubro, o S&P 500 subiu 8,3%.

 

O índice tecnológico Nasdaq Composite, por seu lado, desvalorizou 0,40%, para 5.053,75 pontos.

 

Apesar da tendência negativa de hoje, Wall Street registou o ganho mensal mais acentuado desde 2011 e esta foi a quinta semana consecutiva de subidas – naquela que é a mais longa série de valorizações este ano.

 

Na sessão desta sexta-feira, as bolsas do outro lado do Atlântico abriram em alta, sustentadas pelos resultados acima do esperado por parte de empresas no sector da energia, como a Chevron e a Exxon Mobil, mas acabaram por inverter a tendência.

 

A pressionar estiveram essencialmente os títulos financeiros e os consumíveis de escritório.

 

Os analistas preferem usar de prudência enquanto aguardam pelos resultados trimestrais que ainda têm de ser divulgados nos EUA e continuam na expectativa para perceber qual o ‘timing’ que a Fed escolherá para começar a subir os juros.

 

Na quarta-feira, 28 de Outubro, a Reserva Federal norte-americana decidiu manter inalterada a sua taxa de juro directora.  A inflação e o desemprego ainda deixam a desejar, referiu o banco central, justificando a sua decisão – que foi também influenciada pelos receios em torno da estabilidade financeira mundial.

 


A sua opinião1
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Sonae Capital 31.10.2015

SONAE CAPITAL
26 de Outubro de 2015 - aquisição de 1.730.133 acções, pelo Morgan Stanley.
Grandes a posicionarem-se face aos bons resultados. Bem lançada para subir ao psi20 em 2016.
http://web3.cmvm.pt/sdi/emitentes/docs/PQ57497.pdf

pub