OPV dos CTT Francisco Lacerda: "Os CTT são a única empresa portuguesa 100% free float. Que seja a primeira de muitas"

Francisco Lacerda: "Os CTT são a única empresa portuguesa 100% free float. Que seja a primeira de muitas"

Francisco Lacerda encerrou a sessão da bolsa de Lisboa esta terça-feira, 9 de Setembro, da bolsa de Lisboa, marcando o fim da privatização dos CTT. Modelo escolhido para a privatização da empresa - flutuação em bolsa - foi elogiado pelo CEO
A carregar o vídeo ...
André Cabrita-Mendes 09 de setembro de 2014 às 22:14

Com o fim da operação de privatização, os CTT tornaram-se na primeira empresa nacional totalmente cotada em bolsa.

 

Para Francisco Lacerda, este pode ser um bom prenúncio para outras empresas nacionais, que podem ter no mercado de capitais uma fonte alternativa de financiamento.

 

"Os CTT são a única empresa portuguesa 100% free float. É a única empresa portuguesa nestas circunstâncias. Espero que seja a primeira de muitas", afirmou o CEO da empresa postal durante a cerimónia que oficializou o fim da privatização dos CTT.

 

Sobre o elevado interesse que a empresa gerou no mercado, o gestor apontou que "a questão não é a dimensão do activo, mas se o mercado o conhece, o reconhece e se está disponível para investir".

 

 




pub