Research CaixaBI antecipa crescimento “significativo” das vendas da Sonae em 2016

CaixaBI antecipa crescimento “significativo” das vendas da Sonae em 2016

Os analistas do CaixaBI prevêem que as vendas da retalhista - que serão divulgadas a 18 de Janeiro - tenham mantido a evolução positiva que registaram nos primeiros nove meses do ano.
CaixaBI antecipa crescimento “significativo” das vendas da Sonae em 2016
Rita Faria 13 de janeiro de 2017 às 09:52

Os analistas do CaixaBI antecipam que a Sonae terá atingido um crescimento "significativo" das vendas em 2016, em linha com a tendência evidenciada nos primeiros nove meses do ano. Os dados preliminares das vendas do ano passado serão divulgados pela empresa no próximo dia 18 de Janeiro, após o fecho do mercado.  

 

Numa nota de análise revelada esta sexta-feira, 13 de Janeiro, o CaixaBI prevê que as vendas da Sonae MC (área de retalho alimentar) tenham aumentado 6,9% em relação ao ano anterior para 3,73 mil milhões de euros.

 

Em termos "like for like" (em termos comparáveis, para o mesmo perímetro de lojas, sem contar com aberturas e encerramentos), a evolução também terá sido positiva, ainda que grande parte do aumento das vendas se deva "ao crescimento estratégico da área de vendas".

 

"A unidade de retalho alimentar deverá ter atingido crescimentos like-for-like positivos mas a maior parte do aumento de vendas deverá ter resultado do aumento estratégico da área de vendas da Sonae MC – a empresa está a alargar a superfície de vendas orientada para a conveniência", sublinham os analistas.

 

Já as vendas da Sonae SR (área de retalho não alimentar) terão subido 11,2%, segundo o CaixaBI. Este aumento "ter-se-á devido, essencialmente, ao impacto das aquisições da Losa e da Salsa (a Losan foi comprada em Novembro de 2015, enquanto a Salsa foi adquirida já em 2016)", lê-se na nota de análise.

 

Excluindo as contribuições da Losan e da Salsa, as vendas da Sonae SR teriam crescido 2,7% em 2016, segundo as estimativas apresentadas.  

 

"As vendas da Sonae SR deverão ter sido caracterizadas por um aumento da densidade de vendas na Worten e pelo aumento de área de vendas da unidade de Sports & Fashion (excpetuando a contribuição da Losan e da Salsa), embora o essencial do aumento de vendas deste segmento deverá ter resultado da contribuição das unidades de negócio adquiridas", conclui a unidade de investimento da Caixa Geral de Depósitos.

 

Esta sexta-feira, as acções da Sonae estão a descer 0,96% para 82,5 cêntimos. O CaixaBI atribui à retalhista um preço-alvo de 1,45 euros, o que implica um potencial de valorização de 75,7%, tendo em conta a cotação actual. A recomendação é de "comprar".

 
Nota: A notícia não dispensa a consulta da nota de "research" emitida pela casa de investimento, que poderá ser pedida junto da mesma. O Negócios alerta para a possibilidade de existirem conflitos de interesse nalguns bancos de investimento em relação à cotada analisada, como participações no seu capital. Para tomar decisões de investimento deverá consultar a nota de "research" na íntegra e informar-se junto do seu intermediário financeiro.




Saber mais e Alertas
pub