Trading Venezuela cria moeda virtual

Venezuela cria moeda virtual

Maduro anunciou a criação da Petro, a nova moeda virtual da Venezuela, apoiada, entre outras, nas reservas petrolíferas do país e lançada para lutar contra o "bloqueio financeiro" dos Estados Unidos.
Venezuela cria moeda virtual
Reuters
Negócios 04 de dezembro de 2017 às 12:11

"Anuncio que a Venezuela vai criar um novo sistema monetário que tem como base as suas reservas de petróleo. A Venezuela vai criar uma moeda, a 'Petro', para progredir em matéria de soberania monetária, para realizar transacções financeiras apesar do bloqueio financeiro", anunciou Nicolas Maduro durante o seu programa televisivo semanal, transmitido pelo canal estatal VTV.

A par do petróleo - a Venezuela detém uma das maiores reservas petrolíferas do mundo -, a nova moeda virtual também terá como base as reservas de gás e os 'stocks' de ouro e de diamantes do país, explicou o chefe de Estado venezuelano.

"Isto vai permitir-nos avançar para novas formas de financiamento internacional para o desenvolvimento económico e social do país", declarou ainda. Várias agências de 'rating' já declararam que a Venezuela, bem como a companhia petrolífera estatal PDVSA, entrou em 'default' (incumprimento de pagamentos da dívida). A agravar a crise está o alegado bloqueio norte-americano: Caracas acusa Washington de "perseguição financeira", uma vez que o Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump impôs, em finais de Agosto, sanções económicas à Venezuela.

A Venezuela atravessa assim uma profunda crise política, económica e social. Por exemplo, as importações diminuíram cerca de 80% e a população está a enfrentar uma grave escassez de alimentos e de remédios.

O número de venezuelanos a investir em criptomoedas, nomeadamente bitcoin, tem crescido exponencialmente. O objectivo é proteger as suas finanças da desvalorização da moeda nacional. Este anúncio surge também numa altura em que a Bitcoin bate recordes atrás de recordes. Poucas horas depois de ter atingido a marca dos 10 mil dólares, a moeda digital disparou para mais de 11 mil dólares, acumulando uma valorização de 85% só no último mês.




pub