Economia "Spread" dos juros portugueses atinge máximo histórico

"Spread" dos juros portugueses atinge máximo histórico

O "spread" dos juros cobrados a Portugal atingiu hoje o valor mais elevado de sempre quando comparado com o preço pago pelas obrigações alemãs a 10 anos.
Hugo Paula 07 de setembro de 2010 às 14:20
A percepção de risco das obrigações de algumas das economias periféricas europeias está a subir, levando os juros da dívida portuguesa a avançarem e a sofrerem um agravamento face aos juros das obrigações alemãs. O custo de financiamento da dívida acompanha a subida da percepção do risco da dívida.

Os juros da dívida portuguesa, com maturidade a 10 anos, sobem 12,5 pontos base para 5,795%, enquanto a taxa de retorno das obrigações alemãs recua oito pontos base para 2,249%, com os investidores a refugiarem-se em activos considerados mais seguros. Os investidores estão, assim, a exigir um prémio de 354 pontos base para financiarem a dívida portuguesa em vez da alemã, o que corresponde ao “spread” mais elevado desde que há dados.

No prazo de cinco anos, a taxa de juro das obrigações portuguesas avança dezasseis pontos base para 4,364% e no prazo de dois anos a “yield” avança 14,6 pontos base para 3,497%.

Também na Grécia e na Irlanda se assiste a um crescimento dos custos de financiamento, com os juros cobrados pela dívida a 10 anos a Atenas a agravarem-se em 20 pontos base para 11,674% e o da Irlanda a progredir 16 pontos base para 5,920%. Já em Espanha, o custo da dívida a 10 anos desce um ponto base para 4,062% e no prazo de cinco anos aprecia 2 pontos base para 3,066%.




A sua opinião22
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
asCetaqrzpp2 28.11.2016

http://buycrestor.online/ - crestor http://cleocingel.host/ - cleocin gel http://bupropionsr.click/ - bupropion http://buyallopurinol.online/ - buy allopurinol

asCetapo6r20 27.11.2016

http://methotrexatecost.cricket/ - methotrexate cost http://price-of-cialis.science/ - price of cialis http://clomidonline.us/ - clomid online canada http://prednisone60mg.site/ - 60 mg of prednisone http://genericforcymbalta.cricket/ - cymbalta http://singulairgeneric.site/ - singulair 5mg chewable

asCetak733q9 10.11.2016

http://arimidexonline.party/ - arimidex http://cialis-for-daily-use.party/ - cialis http://allidietpill.us/ - alli http://buy-amoxicillin.space/ - where can i buy amoxicillin http://nexiumgeneric.webcam/ - nexium http://alli-pills.us/ - where to buy alli pills

anti 07.09.2010

os socialistas atrasados continuam a pagar dívidas com mais empréstimos agora mais internos. Lá fora já não lhes passam dinheiro a não ser com taxa de risco como o VIETNAM. lolol
Isto está pior que com o ho chi minh grande bandido que andou a matar à farta !!!!
Só há uma solução FECHAR PARTE DA ADMINISTRAÇÃO CENTRAL / LOCAL / TRIBUNAIS / GOVERNOS CIVIS / TRIBUNAIS POLìTICOS / COMISSôES / PÕR AS EMPRESAS PÚBLICAS indispensáveis e vender as que não temos condições para pagar.
ORÇAMENTO ZERO já !!!!
TUDO A TRABALHAR porque a população activa é sovada para andarem uma cambada de inúteis a arranjar todos os motivos para não fazer nada e ainda lhes pagam !!!!!!

ver mais comentários
pub