Investidor Privado 10 temas de investimento para 2018
Assinatura Digital. Negócios Primeiro Para ler tudo faça LOGIN ou ASSINE

10 temas de investimento para 2018

Crescimento sincronizado, regresso da inflação e retirada gradual dos estímulos monetários. São estes alguns dos temas que vão marcar o investimento em 2018, um ano que deverá continuar a ser marcado pelo ambiente de baixas taxas de juro. Conheça dez estratégias de investimento para ganhar no próximo ano.
A carregar o vídeo ...
Patrícia Abreu 18 de dezembro de 2017 às 10:18

Recuperação na Europa deverá dar força às acções

)

Assinatura Digital. Negócios Primeiro
Para ler tudo faça LOGIN ou ASSINE
Análise, informação independente e rigorosa.
Para saber o que se passa em Portugal e no mundo,
nas empresas, nos mercados e na economia.
  • Inclui acesso ao ePaper, a versão do Negócios tal como é impresso em papel. Veja aqui.
  • Acesso ilimitado a todo o site negocios.pt
  • Acesso ilimitado via apps iPad, iPhone, Android e Windows
Saiba mais



A sua opinião7
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
mais votado Prenda de Natal para os meus Colegas Investidores Há 5 dias

Alguém já analisou em profundidade os melhores “Certificats Colectifs de Iinvestissements” (CCI), cotados na Euronet?
Em Bolsa nunca tenham demasiadas esperanças;
Mas também nunca deixem de analisar pistas promissoras principalmente quando se verificam situações como estas:
1)Está em tribunal um processo para exigir uma OPA, processo que, se tiver sucesso, poderá proporcionar mais valias espetaculares;
2) O yield é, em muitos casos superior a 4%;
3)O crédito mal parado é em certos CCI inferior a 2% dos empréstimos;
4)Os capitais próprios são em vários casos 2 vezes superiores ao exigido pelo BCE;
5)O PER real, pelo menos num caso foi, há alguns anos, o melhor que em toda a minha vida de investidor alguma vez encontrei;
6)O PBV é regra geral de cerca de metade do mercado.
Amigos: É verdade que “Quando a esmola é grande o pobre desconfia”, mas as grandes oportunidades são muito raras, e não deixem nunca de as analisar com prudência
Bom Natal e Ano Novo para todos e…prá frente Portugal

comentários mais recentes
Anónimo Há 1 semana

Oferecemos empréstimo a baixa taxa de juros de 3%. Solicite um empréstimo rápido e conveniente para pagar as contas e começar um novo negócio ou re-financiar seus projetos com uma taxa de juros mais barata de 3%, você tem uma baixa pontuação de crédito e você está achando difícil obter empréstimo de

Os Afetos podem ser um Perigo Há 3 semanas

O Maior Défice da Sociedade está, nos Média, nos Líderes de Opinião, este Governo veio demonstrar essa incapacidade, são Pessoas das mais incompetentes que os Média com interesses de Grupo lhes dão Audiência.

Declaração de interesses Há 5 dias

Estou investido nos CCIs desde Março de 2009, ocasião em que, com sorte e algum trabalho anterior de “market timing”, coincidiu com o ponto ótimo de entrada neste "bull market" hoje ainda em desenvolvimento.
Descobri os CCI entre dezenas de milhar de alternativas de investimentos, que analisei num screener da Bloomberg.
É-me indiferente o andamento das cotações já que, fiel à estratégia à Warren Buffett que sempre segui (comprar admitindo que nunca venderei, a não ser forçado numa OPA), não alimento quaisquer intenções de venda, salvo situação excepcional de grave degradação de resultados.
Ante a perspectiva de um próximo "bear market", se o conseguir antecipar(???), não procurarei vender nenhum CCI, mas tentarei defender-me investindo "short" em futuros ou ETFs de índíces de bancos europeus.

Prenda de Natal…prenda envenenada ? Há 5 dias

“Quando a esmola é grande o pobre desconfia”
A "esmola" afigura-se grande no caso dos CCIs.
Será acaso uma “prenda envenenada”?
Nunca o seria por razões deliberadas, e suponho que não o será por razões acidentais.
E porquê?
Um investidor colhe lucros em Bolsa atuando em 2 dimensões:
Por um lado, descobrindo casos de desequilíbrios de cotações e tomando antecipadamente posições antes de os mesmos se dissiparem;
Por outro lado, procurando nichos de oportunidades em que possa estar resguardado da concorrência feroz dos outros investidores, nomeadamente dos institucionais.
A maioria dos CCIs estarão profundamente desequilibrados relativamente aos valores dos fundamentais que apresentam, e à possibilidade de uma OPA;
E estão defendidos da arbitragem feroz dos institucionais, porque são títulos que àqueles interessam pouco, por terem liquidez que, quando ocorrer o “Bear Market” que as Cassandras prevêem, serão muito difíceis de vender para ocorrer ao receado dilúvio de resgates em pãnico.

ver mais comentários
Notícias só para Assinantes
Exclusivos, análise, informação independente e credível. Para saber o que se passa em Portugal e no mundo, nas empresas, nos mercados e na economia. Inclui acesso à versão ePaper.
Mais uma forma de ler as histórias
da edição impressa do Negócios.
Se ainda não é Assinante Saiba mais
pub