Mercados 5 coisas que precisa de saber para começar o dia

5 coisas que precisa de saber para começar o dia

No dia em que vai ser conhecido o Nobel da Economia de 2016, o sector financeiro está de novo no centro das atenções. O Deutsche Bank ainda não chegou a acordo com os EUA, há novidades na banca portuguesa e ficaremos a saber como evoluíram as exportações em Portugal.
5 coisas que precisa de saber para começar o dia
Nuno Carregueiro 10 de Outubro de 2016 às 07:30
Deutsche Bank falha acordo nos EUA?
Esperava-se que a disputa judicial entre os Estados Unidos e o Deutsche Bank tivesse terminado este fim-de-semana, com ambas as partes a fecharem um acordo. As expectativas saíram frustradas, depois do Bild am Sonntag ter noticiado que o CEO do maior banco europeu, John Cryan, não conseguiu chegar a acordo com o Departamento de Justiça dos EUA. Contudo, o assunto ainda não está fechado, pois segundo a Bloomberg as conversações entre as partes vão continuar. As acções do Deutsche Bank estarão em foco neste arranque de sessão, uma vez que deverão também reagir às notícias de que o Qatar pode aumentar a sua posição para 25% 


Novidades no BPI e expectativa no BCP

Na bolsa portuguesa também continua a ser o sector financeiro o foco de maior interesse. Na sexta-feira à noite confirmou-se que Isabel dos Santos deu luz verde à proposta do BPI para resolver o problema da sobreexposição ao mercado angolano, o que permitirá à empresária passar a controlar a maioria do capital do BFA, uma das jóias da coroa do banco português. Ainda no sector o primeiro-ministro fez importantes declarações sobre a banca portuguesa, afirmando que em breve deverão ser dados "passos importantes" nas relações entre Portugal e China no sector financeiro. Declarações que podem indicar que estão a correr bem as negociações para a Fosun entrar no capital do BCP. A visita do primeiro-ministro português à China prossegue hoje com uma deslocação a Macau.



Trump (ainda) mais longe da Casa Branca?

O primeiro debate entre Donald Trump e Hillary Clinton teve impacto nos mercados e é de esperar que o segundo também. A candidata democrata venceu o primeiro "round" e o segundo debate ganhou uma importância acrescida, sobretudo depois do escândalo com a revelação das declarações de Trump em 2005, que deixaram o milionário ainda mais isolado no seu partido. Se ganhar força a ideia que mais este episódio pode ter acabado com as hipóteses de Trump chegar à Casa Branca, a reacção dos mercados pode ser positiva, tal como aconteceu depois do primeiro debate. Aqui pode ver o minuto-a-minuto do Negócios com os principais pontos do debate.

 

Exportações em Portugal

A escassos dias da entrega da proposta do Orçamento do Estado de 2017, o INE revela hoje um importante indicador sobre a evolução da economia portuguesa: o valor das exportações em Agosto. O instituto revelará também a evolução da indústria portuguesa até Agosto, sendo mais um dado para confirmar se se confirmam os sinais de que o terceiro trimestre foi de alguma recuperação na economia portuguesa.  

   


Quem vai ganhar o Nobel da Economia?

É um dos momentos mais aguardados do ano no mundo da economia. Quem vai ganhar o Nobel deste ano? As apostas para saber que vai suceder a Angus Deaton não são muitas e o Wall Street Journal diz mesmo que este ano ninguém faz ideia quem será o laureado. O Guardian arrisca quatro nomes, entre eles Olivier Blanchard, o antigo economista-chefe do Fundo Monetário Internacional. A resposta vai ser conhecida às 10:45 (hora de Lisboa).

 



pub