Mercados 5 coisas que precisa de saber para começar o dia

5 coisas que precisa de saber para começar o dia

Hoje há mais resultados em todo o mundo, com o sector automóvel em destaque, e na bolsa nacional as acções da Corticeira Amorim e da Semapa vão estar a reagir às contas apresentadas a 28 de Outubro. Os investidores vão estar também atentos à inflação e PIB da Zona Euro, bem como à investigação nos EUA aos emails de Hillary Clinton. Isto no dia em que arranca a semana dos metais em Londres e em que o UKIP fecha as nomeações para o próximo líder.
5 coisas que precisa de saber para começar o dia
Carla Pedro 31 de Outubro de 2016 às 07:30
Bolsa nacional reage aos resultados da Corticeira Amorim e Semapa 

As cotações da Corticeira Amorim e da Semapa deverão evoluir hoje ao sabor dos resultados dos primeiros nove meses do ano que foram divulgados na passada sexta-feira, 28 de Outubro, após o fecho da sessão. A corticeira – que apresentou uma proposta de distribuição de um dividendo extraordinário de 8 cêntimos, que será analisada pelos accionistas na AG de 26 de Novembro - reportou um aumento homólogo de 32,7% dos lucros entre Janeiro e Setembro, para 55,2 milhões de euros; enquanto a empresa de pasta e papel, que controla a Navigator e a Secil, registou uma subida de 8,7% do seu resultado líquido nos três primeiros trimestres.

Também no resto do mundo prossegue a vaga de apresentação de resultados. Destaque esta segunda-feira para o sector automóvel, com a japonesa Honda e a sul-coreana Hyundai a reportarem as suas contas trimestrais. 


Investidores atentos à saúde da Zona Euro

A semana arranca com a divulgação de dois importantes Indicadores económicos na Zona Euro: a inflação e o PIB. O Eurostat apresenta as estimativas para a inflação em Outubro, bem como o crescimento do produto interno bruto no terceiro trimestre. O baixo crescimento da economia europeia e os níveis anémicos do índice de preços do consumidor estão entre as principais preocupações dos investidores.  Ainda deste lado do Atlântico, o secretário norte-americano do Tesouro, Jacob J. Lew, visita Oxford, onde falará sobre a importância da integração económica global. 


Mercados querem mais pistas sobre Reino Unido pós-Brexit

Esta segunda-feira ficam encerradas as nomeações para as eleições à liderança do Partido da Independência do Reino Unido (UKIP). O partido anti-UE vai escolher um novo líder depois de a anterior, Diane James, se ter demitido 18 dias após ter sido eleita para substituir Nigel Farage. Depois de, a 23 de Junho, os britânicos se terem decidido pela saída do país da União Europeia (o chamado Brexit), os investidores continuam atentos à evolução política e económica do Reino Unido. 


Metais vão estar no centro das atenções

O Mercado Londrino de Metais (London Metal Exchange – LME) inicia esta segunda-feira a sua Semana LME, que contará com discursos de personalidades como o CEO daquele mercado, Garry Jones, e o presidente das Bolsas e Câmaras de Compensação de Hong Kong, Charles Li. Nesta bolsa, sedeada em Londres, são negociados os metais preciosos e industriais – que poderão reagir às declarações das autoridades deste sector. 


Investigação do FBI a Clinton pode pressionar Wall Street
À semelhança da última sessão da semana passada, Wall Street poderá voltar a negociar no vermelho. Com a notícia, na sexta-feira, 28 de Outubro, da reabertura da investigação pelo FBI aos emails de Hillary Clinton, o peso mexicano – que é visto como um barómetro da percepção sobre as eleições norte-americanas – afundou face à maioria das moedas [já que o republicano Donald Trump, que é contra a imigração, pode ganhar vantagem face à sua rival democrata], o que fez as principais bolsas norte-americanas fecharem em terreno negativo. 



pub
pub
pub
pub