Mercados 5 coisas que precisa de saber para começar o dia

5 coisas que precisa de saber para começar o dia

As eleições presidenciais norte-americanas vão estar no centro das atenções esta terça-feira. Os investidores estão em suspenso à espera dos resultados, que por cá só se saberão na madrugada de quarta-feira. Prudência será a palavra de ordem. Há também Ecofin, mais resultados e o relatório anual da OPEP com as suas perspectivas para o petróleo a nível mundial.
5 coisas que precisa de saber para começar o dia
Carla Pedro 08 de Novembro de 2016 às 07:30
Eleições nos EUA marcam o dia

É dia de eleições presidenciais nos Estados Unidos. Nas últimas sessões, os investidores redobraram a prudência e têm preferido fugir dos mercados accionistas enquanto não se sabe se o próximo presidente é o republicano Donald Trump ou a democrata Hillary Clinton. Depois de ser ilibada pelo FBI na investigação aos emails que enviou enquanto secretária de Estado do seu endereço pessoal de correio electrónico, Clinton mostra vantagem nas sondagens, mas por uma margem pequena (três a quatro pontos). Tudo está, ainda, em aberto.



Ecofin avalia união bancária e imposto sobre transacções financeiras

Depois do Eurogrupo na segunda-feira, 7 de Novembro, hoje é dia de reunião dos ministros das Finanças da União Europeia. Em cima da mesa estarão sobretudo duas questões: a união bancária e o imposto sobre transacções financeiras. O sector financeiro vai estar atento e poderá evoluir em bolsa ao sabor do que for acordado neste Ecofin.



OPEP divulga perspectivas para o petróleo a nível mundial

A Organização dos Países Exportadores de Petróleo (OPEP) apresenta o seu relatório anual com as perpectivas para a matéria-prima a nível mundial, o World Oil Outlook. Além disso, também a Agência de Informação em Energia – dependente do Departamento norte-americano da Energia – divulga as suas perspectivas para o sector no curto prazo. Também o Instituto Americano do Petróleo (API, na sigla original, que é uma entidade privada) publica o seu relatório com as estimativas para os inventários de crude na semana passada nos EUA. As cotações do "ouro negro", que têm estado a perder bastante terreno, irão recuperar ou afundar mais com as novas informações?



Dados económicos abundam na Europa

Hoje é um dia preenchido em matéria de dados económicos, sobretudo na Europa, e os mercados vão estar atentos para terem mais pistas sobre a saúde económica no Velho Continente. Na Alemanha será divulgada a balança comercial e produção industrial, em Setembro, e no Reino Unido também conheceremos os números da produção industrial em Setembro. Já de França teremos a balança comercial de Setembro e a execução orçamental. Na Zona Euro, o Eurostat divulga os preços de importação para a indústria, referentes a Setembro. Teremos ainda os dados estatísticos do Banco de Portugal (BPStat) relaticos às instituições financeiras monetárias.



Há mais resultados e investidores mantêm-se atentos

Na bolsa nacional, deverá haver reacções aos resultados da Nos, divulgados na segunda-feira, 7 de Novembro. A operadora liderada por Miguel Almeida reportou um aumento de 6,6%, em termos homólogos, nos lucros dos primeiros nove meses do ano, para 78,4 milhões de euros – o que ficou ligeiramente acima das projecções dos analistas, que apontavam para um resultado líquido de 77,5 milhões de euros. No resto do mundo, destaque para a apresentação de contas do Crédit Agricole, Toyota, Deutsche Post, Endesa, ArcelorMittal, Henkel e Vestas Wind. 




A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub