Mercados 5 coisas que precisa de saber para começar o dia

5 coisas que precisa de saber para começar o dia

Esta quarta-feira, há vários indicadores económicos para medir o pulso às economias. Além disso, os investidores estarão atentos ao volume dos inventários semanais de crude nos EUA, bem como à evolução das bolsas, que na terça-feira foram impulsionadas sobretudo pela banca, tanto na Europa como do outro lado do Atlântico.
5 coisas que precisa de saber para começar o dia
Bolsas europeias e Wall Street vão continuar em alta?

As praças do Velho Continente atingiram ontem máximos de Janeiro deste ano, animadas pelo sector da banca – em particular os bancos italianos – e pelas várias operações de fusões e aquisições anunciadas. Nos Estados Unidos, a tendência foi igualmente de subida, com o Dow Jones a marcar novos máximos históricos, sustentado sobretudo pelo sector financeiro. Hoje, a tendência irá manter-se?



Síntese de conjuntura e crédito à habitação em destaque por cá

Hoje, por cá, estaremos atentos aos custos com o crédito à habitação e ao andamento da economia portuguesa. O Instituto Nacional de Estatística divulga as taxas de juro implícitas no crédito à habitação, referentes a Novembro – nos últimos meses a tendência tem sido de descidas e em Outubro foram mesmo fixados novos mínimos. Além disso, o INE apresenta a síntese económica de conjuntura, referente a Novembro, uma publicação com indicações sobre as tendências do crescimento da procura, da produção, do rendimento e dos preços. Serão ainda divulgadas pelo INE as estatísticas do ambiente relativas a 2015.



Na Zona Euro toma-se o pulso à confiança dos consumidores

É apresentada esta quarta-feira a estimativa rápida de Novembro para o índice de confiança dos consumidores da Zona Euro, um indicador que serve para tomar o pulso à economia. A expectativa aponta para que se continue a assistir a uma recuperação, impulsionada pelos consumidores alemães, franceses e espanhóis. Já relativamente à União Europeia, sobressaem hoje os dados das finanças públicas de Novembro no Reino Unido.


No resto do mundo também há indicadores a ter em conta

Nos Estados Unidos serão divulgados os dados relativos às vendas de casas usadas em Novembro, que se estima que terão recuado depois de no mês anterior terem disparado para o nível mais alto desde Fevereiro de 2007. No Brasil teremos a inflação de Dezembro e na Turquia a confiança dos consumidores, também referente ao presente mês. Do lado empresarial, destaque para a apresentação das contas da fabricante norte-americana de chips de memória Micron Technology.

 


Petróleo e gás em tempo de contagem

A Administração de Informação em Energia (sob a tutela do Departamento norte-americano da Energia) divulga dos dados relativos aos inventários de crude dos EUA na semana passada, bem como os stocks de destilados e gasolina. Ainda no mesmo sector, a China reporta os dados sobre a energia, com os números relativos aos combustíveis e gás natural em Novembro.




A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub