Mercados 5 coisas que precisa de saber para começar o dia

5 coisas que precisa de saber para começar o dia

Os investidores regressam das comemorações de fim de ano com as bolsas dos EUA fechadas.
5 coisas que precisa de saber para começar o dia
Sara Antunes 02 de janeiro de 2017 às 07:30
Bolsas dos EUA encerradas

Os mercados bolsistas americanos estarão fechados, devido às comemorações de ano novo. As praças europeias negoceiam normalmente, sendo de esperar uma liquidez mais reduzida do que o habitual, uma vez que ainda há muitos investidores fora. 


Monte dei Paschi continua sob os holofotes

Os investidores continuam à espera dos pormenores do plano de recapitalização do terceiro maior banco italiano. As acções do Monte dei Paschi continuam suspensas de negociação, à espera de divulgação de informação relevante. 


Actividade industrial na Europa

Na primeira sessão bolsista do ano serão conhecidos os dados sobre a actividade industrial da Zona Euro, com a divulgação do Markit. O indicador refere-se a Dezembro e possibilita uma leitura mais abrangente do desempenho da indústria de países como França, Espanha ou Alemanha, em 2016. 

OPEP e o corte de produção

Com o início do ano chega o momento de se concretizar o corte de produção de petróleo acordado entre os estados-membro da Organização dos Países Exportadores de Petróleoo (OPEP). A confirmação deste corte deverá voltar a impulsionar os preços da matéria-prima. 


A incerteza de 2017

O ano deverá arrancar a meio gás nos mercados bolsistas, e a visão sobre o que aí vem não é limpida, devido à elevada incerteza sobre o contexto político na Europa (com vários países em eleições) e com ainda muitas questões sobre como será a administração Trump. O balanço de 2016 foi positivo para quem apostou no dólar, no ouro, no pretróleo e nas bolsas americanas. 


A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub