Mercados 5 coisas que precisa de saber para começar o dia

5 coisas que precisa de saber para começar o dia

Num dia em que se esperam mais novidades sobre o processo de venda do Novo Banco, os investidores vão estar atentos aos dados económicos que serão divulgados nos Estados Unidos e a digerir as minutas da última reunião da Fed.
5 coisas que precisa de saber para começar o dia
Nuno Carregueiro 05 de Janeiro de 2017 às 07:30
Novidades no Novo Banco

O Banco de Portugal revelou ao final do dia de ontem que decidiu encetar negociações com a Lone Star para vender o Novo Banco, depois de considerar que a proposta do fundo norte-americano é a " entidade mais bem colocada para finalizar" este processo. Contudo, as restantes ofertas não estão excluídas, a proposta da Lone Star poderá ter impacto nas contas públicas e a palavra final cabe ao Conselho de Ministros. Em dia de Conselho de Ministros, esperam-se mais novidades sobre este processo que tem impacto em toda a banca portuguesa.


Juncker em Lisboa

Jean-Claude Juncker estará esta quinta-feira em Portugal para participar no Seminário Diplomático, organizado pelo Governo. Antes, tem encontros marcados com Marcelo Rebelo de Sousa e António Costa. O controlo orçamental português e os desafios políticos da Europa em 2017 devem estar entre os temas em discussão, sendo que a recapitalização da Caixa Geral de Depósitos e o processo de venda do Novo Banco também deverão estar na agenda.


Minutas da Fed agradam aos investidores

Quais serão os efeitos do plano económico de Trump? Para os responsáveis da Reserva Federal a "incerteza é considerável", mas no banco central mais poderoso do mundo são vários os que temem que a subida de juros tenha que ser acelerada pois as pressões inflacionistas deverão aumentar. As conclusões constam das minutas da reunião de Dezembro da Fed, que foram ontem reveladas. Ainda assim a maioria dos responsáveis da Fed continua a apontar para um aumento "gradual" da taxa de referência nos próximos anos. Em Wall Street os índices accionistas subiram, com os investidores a avaliarem que o discurso do banco central foi menos agressivo do que o realizado quando foi anunciada a subida dos juros em Dezembro. Hoje é dia de reagirem os mercados europeus.


Muitos dados económicos EUA

Esta quinta-feira vai ser forte na divulgação de dados económicos nos Estados Unidos. O relatório semanal dos novos pedidos de subsídio de desemprego será conhecido às 13:30 (hora de Lisboa) e 15 minutos antes a ADP publica o relatório mensal do emprego. As expectativas apontam para que tenham sido criados 170 mil empregos em Dezembro, sendo que este indicador antecipa a divulgação na sexta-feira dos dados governamentais do mercado de trabalho. Pelas 15:00 será conhecida a evolução do sector dos serviços nos EUA em Dezembro. Indicadores relevantes para a Fed avaliar na condução da sua política monetária. 

 


Jerónimo Martins em destaque na bolsa nacional

Na bolsa portuguesa a Jerónimo Martins foi a estrela da última sessão, reagindo em forte alta ao comentário do JPMorgan, que publicou numa nota a clientes que último trimestre de 2016 foi "forte" para a empresa que controla a Biedronka na Polónia. As acções dispararam mais de 5%, colocando a capitalização bolsista da companhia perto de regressar acima dos 10 mil milhões de euros. 




A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub