Mercados 5 coisas que precisa de saber para começar o dia

5 coisas que precisa de saber para começar o dia

Esta sexta-feira, a banca nacional vai continuar a estar no centro das atenções dos investidores portugueses. Lá fora, o grande destaque vai para a tomada de posse do novo presidente dos EUA, Donald Trump, que terá início às 17:00 de Lisboa.
5 coisas que precisa de saber para começar o dia
BCP pode continuar a desvalorizar

As acções do BCP fecharam ontem a cair a cair 11,37% na primeira sessão de negociação dos direitos de subscrição do aumento de capital, já que estes títulos transaccionaram bem abaixo do preço teórico. E uma sessão inteira não foi suficiente para atingir um equilíbrio entre acções e direitos. À cotação de fecho das acções (14,27 cêntimos), corresponde um valor teórico dos direitos de 73,05 cêntimos. Já à cotação dos direitos (64 cêntimos), corresponde um valor teórico das acções de 13,67 cêntimos. Quer isto dizer que apesar da queda, as acções estão "caras" face aos direitos, pelo que se, como é expectável, o mercado caminhar para o equilíbrio, as acções vão continuar em queda ou os direitos vão valorizar. A prever isso mesmo, a CMVM determinou que não vai ser possível fazer vendas a descoberto das acções do BCP esta sexta-feira. Depois da queda de 11% do banco, os investidores ficam impedidos de beneficiar com novas desvalorizações do banco.

Os direitos vão negociar em bolsa até 30 de Janeiro, sendo que o período de exercício termina a 2 de Fevereiro. Cada direito permite a compra de 15 acções, mediante o pagamento de 9,4 cêntimos por cada uma. Aqui pode acompanhar a cotação dos direitos.  E aqui das acções.



BPI também centra atenções

Os investidores estarão também atentos ao BPI. Segundo um relatório ontem divulgado pela agência de rating S&P, o sucesso da OPA lançada pelo CaixaBank pode melhorar a notação do banco português em dois níveis.

Já a Moody’s confirmou a notação atribuída ao BPI, retirando a perspectiva negativa que existia até aqui. A justificar está sobretudo o facto de o banco liderado por Fernando Ulrich ter vendido 2% no Banco de Fomento Angola (BFA) à Unitel, transacção através da qual perde o controlo daquela instituição financeira. "A Moody’s assume que esta venda soluciona a violação que o BPI fazia do limite dos grandes riscos a Angola, evitando por isso sanções do Banco Central Europeu (BCE)", indicou o comunicado. 



Trump toma posse como 45º presidente dos EUA

Donald Trump será hoje empossado, com a cerimónia a ter início às 17:00 de Lisboa (12:00 em Washington), como o novo residente da Casa Branca, sucedendo assim a Barack Obama.

Desde a sua eleição, no passado dia 8 de Novembro, os mercados têm evoluído bastante ao sabor das declarações de Trump e as medidas que irá implementar nos primeiros 100 dias do seu mandato serão muito importantes para ditar tendências em mercados como o cambial, bolsista, dos juros e matérias-primas.


Investidores avaliam dados económicos, ratings e resultados

Esta sexta-feira há mais dados económicos que permitirão medir o pulso às economias. Por cá, o Banco de Portugal publica os indicadores coincidentes. No resto da Europa, teremos os valores das vendas a retalho no Reino Unido, relativas a Dezembro. Na China, será o PIB do quarto trimestre que concentrará as atenções.

Do lado dos ratings, destaque para a possibilidade de revisão dos ratings ou "outlooks" da Irlanda, pela Moody’s, e da Grécia (pela S&P).


No plano empresarial, o destaque vai para os resultados do quarto trimestre da norte-americana General Electric.

 


Matérias-primas com energia e agricultura em foco

O Departamento norte-americano da Agricultura (USDA) apresenta os dados relativos às vendas de colheitas agrícolas na semana passada. Além disso, a Baker Hughes, fornecedora norte-americana de serviços a campos petrolíferos, divulga o relatório semanal sobre o número de plataformas de petróleo e gás nos Estados Unidos.

Ainda no que diz respeito às matérias-primas, o órgão regulador do mercado de derivados dos EUA – a Comissão de Negociação de Futuros de Commodities (CFTC, na sigla em inglês) –reporta as posições semanais nos futuros e opções por parte dos operadores.




A sua opinião1
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Clinica de Azevedo 20.01.2017

https://www.facebook.com/clinicadeazevedo/posts/1168928253214503:0