Mercados 5 coisas que precisa de saber para começar o dia

5 coisas que precisa de saber para começar o dia

Esta quinta-feira há Eurogrupo, resultados do BPI, Alphabet, Microsoft, Ford e Chrysler, entre outros, bem como novos indicadores que ajudarão a medir o pulso às economias, sobretudo na Europa e EUA.
5 coisas que precisa de saber para começar o dia
Carla Pedro 26 de janeiro de 2017 às 07:30
Eurogrupo com Portugal, Irlanda, Espanha e Grécia em cima da mesa

Os ministros das Finanças da Zona Euro reúnem-se em Bruxelas, a partir das 14:00 de Lisboa, estando na agenda a discussão do programa de resgate da Grécia, bem como a situação económica e financeira de Portugal, Espanha e Irlanda. Relativamente a Portugal, os temas quentes são, como o Negócios já avançou, a subida de juros dos últimos meses, a situação na banca nacional e a condução de políticas que podem prejudicar a competitividade, como o recente aumento do salário mínimo. 

Em destaque para esta quinta-feira temos também uma conferência na Alemanha, onde se analisará o sector financeiro. O ministro alemão das Finanças, Wolfgand Schäuble, o presidente do Bundesbank (banco central alemão), Jens Weidmann, e o o governador do Banco Central da Holanda, Klaas Knot, estão entre os oradores de uma conferência sobre finanças promovida pelo partido (CDU) da chanceler alemã, Angela Merkel.


Wall Street marcará novos recordes?

Depois de na quarta-feira os principais índices bolsistas norte-americanos terem marcado novos recordes – com o Dow Jones a atingir e superar a mítica fasquia dos 20.000 pontos, as atenções dos investidores continuam centradas do outro lado do Atlântico.

A catapultar Wall Street têm estado vários factores, nomeadamente os bons resultados trimestrais de grandes empresas, que estão a sair melhores do que o esperado. E antes da abertura da sessão a Ford e a Chrysler divulgarão as suas contas, sendo a vez da Alphabet e da Microsoft o fazerem quando a jornada regular terminar. 



INE apresenta inquérito de conjuntura ao investimento

Esta quinta-feira o Instituto Nacional de Estatística (INE) divulga o inquérito de conjuntura ao investimento, relativo ao segundo semestre de 2016. No resto da Europa, destaque para a  taxa de desemprego em Espanha, referente ao quarto trimestre, e para o PIB do Reino Unido (também no quarto trimestre).

Nos Estados Unidos, os principais indicadores a serem apresentados são os pedidos subsídio de desemprego e as vendas de casas novas em Dezembro. 


BPI, tecnologias e automóveis dominam apresentação de resultados

Esta quinta-feira, várias empresas reportam as suas contas. Por cá, as atenções estarão viradas para o BPI, cujos resultados serão conhecidos após o fecho da sessão da praça lisboeta.

Nas tecnologias, o destaque vai para a norte-americana Alphabet – que substituiu a Google em bolsa e que a detém a 100% no âmbito da nova estrutura operacional anunciada a 10 de Agosto de 2015 – e para a Microsoft, que apresentam os resultados do seu quarto trimestre fiscal após o fecho das bolsas em Wall Street.


O sector automóvel também estará em destaque, com a Ford e a Chrysler a mostrarem os seus resultados. Isto no mesmo dia em que a Associação Nacional de Concessionárias Automóveis (dos EUA) se reúne em Nova Orleães para a sua 100ª convenção – naquela que é a primeira conferência do sector desde a eleição de Trump como presidente norte-americano.


Também o grupo francês de marcas de luxo LVMH - Moët Hennessy Louis Vuitton irá confessar-se ao mercado, divulgando os seus números do último trimestre de 2016 (bem como os valores anuais). Entre outras empresas que vão apresentar contas esta quinta-feira estão a Unilever, Comcast, Paypal, Caterpillar e Dow Chemical.

 


Reservas de gás em destaque nos EUA

A Administração de Informação em Energia (sob a tutela do Departamento norte-americano da Energia) divulga dos dados relativos aos inventários de gás natural dos EUA na semana passada.

Além disso, o Departamento norte-americano da Agricultura (USDA) apresenta os dados relativos às exportações na semana passada.




A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub