Mercados 5 coisas que precisa de saber para começar o dia

5 coisas que precisa de saber para começar o dia

Os resultados da OPA dos espanhóis do CaixaBank sobre o BPI e o leilão de obrigações a cinco e sete anos vão dominar o dia. Destaque também para mais uma etapa no processo de saída dos britânicos da União Europeia, bem como os dados do emprego em Portugal no último trimestre de 2016.
5 coisas que precisa de saber para começar o dia
Carla Pedro 08 de fevereiro de 2017 às 07:30
Os resultados da OPA do CaixaBank sobre o BPI

São hoje apresentados os resultados da oferta pública de aquisição (OPA) lançada pelo grupo catalão CaixaBank sobre o BPI, ficando a conhecer-se a percentagem de capital que os espanhóis – que detêm actualmente 45,5% do capital – passarão a controlar no banco português e que se sabe ser superior a 75%. O íder do grupo catalão, Gonzalo Gortázar, apresentará os resultados da oferta ao lado de Fernando Ulrich.

Já são conhecidos alguns resultados: Isabel dos Santos sai do BPI e a venda da posição de 18,6% no banco rende à empresária angolana 306,9 milhões de euros. O BIC também terá vendido. Só com as compras aos angolanos, os catalães asseguraram dois terços do banco. O Negócios sabe também que a Violas Ferreira Financial deu ordem de venda da maior parte da sua participação no BPI no âmbito da OPA, mas pretende manter-se accionista do banco.


No último dia da operação, os títulos do BPI terminaram a ganhar 1,63% para 1.124 euros, abaixo dos 1,134 euros por acção oferecidos pelo comprador.



Portugal faz leilão para levantar até 1.250 milhões

Depois de ter realizado uma emissão sindicada de dívida no início do ano, Portugal regressa ao mercado com um leilão de obrigações a cinco e sete anos. O IGCP pretende emitir entre 1.000 milhões e 1.250 milhões de euros, em títulos com maturidade em Outubro de 2022 e Fevereiro de 2024.

E prevê-se que Portugal pague esta quarta-feira um juro mais elevado para colocar a dívida a cinco e sete anos, no primeiro leilão de Obrigações do Tesouro (OT) do ano. Numa altura em que as taxas de juro se têm agravado no mercado secundário, estas deverão hoje sair acima de 2,8%.



Brexit passa à fase seguinte

A câmara baixa do Parlamento britânico conclui o debate sobre a proposta de lei para accionar o artigo 50.º do Tratado de Lisboa para accionar a saída do Reino Unido da União Europeia (o chamado Brexit). A votação final ocorre pelas 19:00.

Assim que seja aprovada pela Câmara dos Comuns, a proposta de lei segue para a Câmara dos Lordes.


Farmacêuticas e energia em destaque nos resultados

Esta quarta-feira, várias empresas reportam as suas contas. O sector farmacêutico sobressai, com a apresentação dos resultados da GlaxoSmithKline, Sanofi e Allergan, bem como o da energia, com a divulgação dos números da Gas Natural, Vestas Wind e Suncor Energy.

Muitas mais companhias irão confessar-se ao mercado esta quarta-feira, entre elas a Rio Tinto, Time Warner, Syngenta, Carlsberg e Softbank.

 


Emprego no quarto trimestre domina atenções

O Instituto Nacional de Estatística (INE) divulga as estatísticas do emprego, relativas ao quarto trimestre de 2016; e divulga também o índice de custos de construção de habitação nova e índice de preços de manutenção e reparação regular da habitação, em Dezembro.

Por outro lado, a Administração de Informação em Energia (sob a tutela do Departamento norte-americano da Energia), divulga dos dados relativos aos inventários de crude dos EUA na semana passada, bem como os stocks de destilados e gasolina. 




A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub