Mercados 5 coisas que precisa de saber para começar o dia

5 coisas que precisa de saber para começar o dia

O comunicado da Altice promete agitar o dia na bolsa esta segunda-feira, que será marcada ainda pelos dados da execução orçamental de Maio e da reunião do BCE em Sintra. No plano internacional aguarda-se o plano de Theresa May para proteger os direitos dos cidadãos da UE no Reino Unido.
5 coisas que precisa de saber para começar o dia
Nuno Carregueiro 26 de junho de 2017 às 07:30
Dia agitado nos media

A Altice confirmou finalmente que está em negociações para comprar a dona da TVI. Numa carta enviada à Media Capital, que a empresa publicou na CMVM, a dona da Meo utiliza a expressão "interlocuções exploratórias" para descrever as conversações com a espanhola Prisa, que controla 95% da Media Capital. O comunicado foi divulgado na noite de domingo e deverá ter impacto na negociação na bolsa nacional esta segunda-feira, não só nas acções da Media Capital (que tem uma fraca liquidez), mas sobretudo na Impresa e Cofina (dona do Negócios), que têm reagido em alta às notícias (agora finalmente confirmadas) de que a Altice quer comprar activos de media em Portugal.

 

Política monetária em Sintra

Arranca, esta segunda-feira, o quarto Fórum Anual do Banco Central Europeu (BCE), em Sintra. Decorre até quarta-feira. O tema do evento será "Investimento e crescimento nas economias avançadas". O primeiro dia será marcado pelo discurso de abertura de Mario Draghi, presidente do BCE, e também pela apresentação de Ben Bernanke, antigo presidente da Reserva Federal. Estarão ainda presentes outros membros do BCE como Benoît Cœuré, Peter Praet, Yves Mersch e Vítor Constâncio. 


Execução orçamental em Portugal

O Ministério das Finanças e a Direcção Geral do Orçamento divulgam hoje os dados da execução orçamental dos primeiros cinco meses do ano, que dará mais sinais sobre a capacidade de o Governo baixar o défice este ano para 1,5%. Na sexta-feira, o Instituto Nacional de Estatística divulgou que o défice das administrações públicas, em contabilidade nacional (a óptica que conta para Bruxelas), foi de 2,1% do Produto Interno Bruto (PIB), abaixo dos 3,3% registado no mesmo período do ano passado, mas acima da meta de 1,5% para este ano. Ainda assim os analistas dizem que a meta de 2017 é atingível.

 

Nos primeiros quatro meses do ano as despesas públicas superaram as receitas em 1,9 mil milhões de euros, o que traduz um aumento no défice orçamental de 314 milhões de euros face aos mesmos meses de 2016. O Governo explicou este agravamento até Abril com o aumento dos reembolsos.


May revela proposta para proteger direitos dos cidadãos da UE

A primeira-ministra britânica vai revelar, esta segunda-feira, qual é a proposta do Reino Unido para proteger os direitos dos cidadãos da União Europeia no país, na sequência do Brexit. Antes mesmo de serem conhecida a proposta em detalhe, o presidente do Conselho Europeu, Donald Tusk, já disse que a proposta de Theresa May deixa muito a desejar. Esta posição foi partilhada após o conselho europeu da semana passada.


Conferência anual da AIE com petróleo em mínimos

Decorre, esta segunda-feira, nos Estados Unidos, a conferência anual da Administração de Informação em Energia (AIE). Durante dois dias, em Washington, serão debatidos os principais temas do sector. Este evento decorre numa altura em que os preços do petróleo negoceiam em mínimos de Novembro do ano passado e acumulam uma queda de cerca de 20% face ao máximo anterior, o que coloca as cotações em território de "mercado urso". 




A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub