Mercados 5 coisas que precisa de saber para começar o dia

5 coisas que precisa de saber para começar o dia

Esta quarta-feira Portugal regressa ao mercado, com leilões a 10 e a 28 anos, e o INE divulga os dados sobre a inflação em Junho. Lá fora, destaque para os testemunhos de Janet Yellen e de Cristopher Wray perante o Senado norte-americano.
5 coisas que precisa de saber para começar o dia
Portugal regressa ao mercado para emitir dívida a 28 anos

O IGCP volta, esta quarta-feira, ao mercado para emitir entre 750 e mil milhões de euros, num duplo leilão de títulos com uma maturidade de 10 e 28 anos, o que levou a quem ontem os juros da dívida portuguesa a 10 anos se fixassem em máximos de Maio. A última vez que emitiu dívida com maturidade tão longa foi em 2015, quando lançou uma linha de títulos a 30 anos anos.

No programa de financiamento para o terceiro trimestre, o instituto que gere a dívida do Estado previa a realização de várias emissões de obrigações do Tesouro, "através da combinação de sindicatos e leilões, sendo esperadas colocações de 1.000 a 1.250 milhões de euros por leilão". 



INE divulga inflação de Junho

O Instituto Nacional de Estatística (INE) divulga os dados relativos ao índice de preços no consumidor, em Junho. Quanto à Zona Euro, o gabinete de estatística Eurostat irá apresentar os dados sobre a produção industrial em Maio [anterior: 0,5% ; estimativa: 0,3%]. Ainda na Europa, teremos os números do desemprego de Junho no Reino Unido.

Do lado empresarial, destaque para a apresentação das contas trimestrais do banco comercial Qatar National Bank QPSC, bem como do banco norueguês DNB ASA.



Yellen fala sobre política monetária no Senado

Os investidores vão voltar as suas atenções para a política monetária. Janet Yellen, presidente da Reserva Federal norte-americana, comparece no Senado para apresentar o relatório semestral de política monetária. Isto acontece uma semana depois de terem sido conhecidas as actas relativas à reunião que decorreu nos dias 13 e 14 de Junho e onde se percebeu que os responsáveis pela política monetária do banco central estão divididos quanto ao "timing" para a redução do seu balanço.

Quem também vai testemunhar perante o Senado é Cristopher Wray, que falará perante o comité judiciário sobre as suas qualificações para ser director do FNI. Entre 2003 e 2005 Wray foi vice-procurador geral, tendo tido a seu cargo a divisão criminal durante a Administração de George W. Bush. Se for aprovado pelo comité, terá depois de ser viabilizado por todo o Senado. Wray foi o nome proposto por Donald Trump para substituir James Comey, que o presidente demitiu e que conduzia uma investigação às eventuais relações entre a sua equipa de campanha nas eleições de 2016 e a Rússia.


Fed apresenta Livro Bege

O banco central norte-americano divulga hoje o seu Livro Bege, que reúne os relatórios económicos dos 12 distritos abrangidos pelos bancos regionais da Fed. O Livro Bege é divulgado duas semanas antes de os responsáveis da Fed tomarem nova decisão quanto à política monetária do país.

Além disso, a presidente da Reserva Federal de Kansas City, Esther George, fala sobre as perspectivas económicas e sobre o balanço da Fed. Isto num almoço promovido pela Fed da sua região, que terá lugar em Denver.

 


Ucrânia acolhe cimeira com UE em Kiev e países dos Balcãs reunidos em Trieste

A Ucrânia acolhe uma cimeira com a União Europeia, em Kiev. O presidente do Conselho Europeu, Donald Tusk, o presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, e o presidente ucraniano, Petro Poroshenko, marcarão presença nos dois dias do evento.

Por outro lado, os líderes dos seis países dos Balcãs Ocidentais reúnem-se em Trieste, Itália, para a sua cimeira anual.




A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar