Mercados 5 coisas que precisa de saber para começar o dia

5 coisas que precisa de saber para começar o dia

No PSI-20, a Sonae mostra resultados depois do fecho da sessão. A Zona Euro conhece novos indicadores da sua performance económica. Antes de partir para Jackson Hole, Mario Draghi fala em Lindau. Há eleições em Angola e um novo Samsung Galaxy.
5 coisas que precisa de saber para começar o dia
Paulo Zacarias Gomes 23 de agosto de 2017 às 07:30
Sonae mostra contas

A retalhista é uma das últimas cotadas a apresentar os resultados do primeiro semestre, o que acontecerá hoje depois do fecho da sessão.

O BPI espera que a empresa dê conta de uma redução homóloga de 21% nos lucros no segundo trimestre deste ano, para 38 milhões de euros. A conduzir esta possível queda estará, segundo os analistas, a menor contribuição da Sonae Sierra a activação de alguns créditos fiscais no ano passado.

A concorrente Jerónimo Martins, que apresentou resultados há cerca de um mês, viu os lucros subirem 0,6% para 173 milhões de euros.



Actividade económica do euro em Agosto

Mais um dia de indicadores para a actividade da economia do bloco da moeda única, desta vez com os dados preliminares relativos à impressão dos gestores de compras do sector industrial e dos serviços em Agosto, e a divulgação da estimativa rápida sobre a confiança dos consumidores, também relativa ao actual mês.

Nos EUA, são conhecidos dados que permitirão aferir o dinamismo do sector, com as vendas de casas novas em Julho, indicador que deverá ter crescido em Julho pelo terceiro mês consecutivo.

 

Eleições em Angola

Esta quarta-feira, 9,3 milhões de eleitores angolanos vão às urnas para eleger o próximo presidente do país, para um mandato de cinco anos e para suceder a José Eduardo dos Santos, há 38 anos no cargo.

João Lourenço, pelo MPLA - partido actualmente no poder -, Isaías Samakuva (UNITA), Abel Chivukuvuku (da CASA-CE) e Lucas Ngonda (FNLA) são quatro dos cabeças de lista a concorrer às eleições. 

Um escrutínio importante num país onde residem e trabalham milhares de portugueses e que é mercado para várias empresas nacionais. Entre as que têm exposição ou relação accionista com Luanda contam-se as cotadas Galp, Mota-Engil ou Nos. 

Uma das primeiras decisões a tomar pelo futuro chefe de Estado envolve um banco português - o BCP -, estando - a quatro meses do fim do prazo - por definir se a Sonangol reforça na instituição. 


Draghi discursa na véspera de Jackson Hole

Será a última alocução pública do presidente do Banco Central Europeu antes da sua intervenção prevista para sexta-feira no encontro de banqueiros mundiais nos EUA. Mario Draghi fala hoje em Lindau, na Alemanha, na abertura do 6.º encontro de Ciências Económicas, sobre a interacção entre a investigação e as decisões de política económica.

Os analistas esperam que o líder do BCE seja contido nas expressões a utilizar na sua intervenção em Jackson Hole, evitando usar linguagem sobre o futuro da política monetária na Zona Euro que possa fazer reagir os mercados - tentando evitar o que aconteceu recentemente aquando da sua presença em Sintra, onde traçou um panorama de recuperação económica que foi entendido como cenário para a retirada de estímulos. Uma interpretação que o BCE tentou depois atenuar.


Samsung apresenta novo Galaxy Note 8

A marca sul-coreana revela hoje em Nova Iorque a sua nova estrela na electrónica de consumo, o smartphone Galaxy Note 8, depois de a sua versão anterior ter sido afectada pelo problema da explosão de baterias, que obrigou a elevados prejuízos e à retirada do produto do mercado no segundo semestre do ano passado. 

Este, que poderá ser o maior e mais poderoso telemóvel da marca, deve chegar às lojas em Setembro ou Outubro. Por essa altura - a data apontada é o Outono - será a vez da concorrente Apple dar a conhecer o iPhone 8, 10 anos depois do lançamento do primeiro telemóvel da marca da maçã, que já vendeu 1.200 milhões de aparelhos.




A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar