Mercados 5 coisas que precisa de saber para começar o dia

5 coisas que precisa de saber para começar o dia

Esta quarta-feira, temos emissão de dívida a 10 anos em Portugal. Em destaque, no resto da Europa, está o discurso da União que vai ser proferido por Jean-Claude Juncker.
5 coisas que precisa de saber para começar o dia
Tesouro português regressa aos mercados

O IGCP, instituto que gere a dívida pública portuguesa, vai regressar aos mercados. O Tesouro português realiza, esta quarta-feira, uma emissão de dívida de longo prazo, a 10 anos. Pretende emitir entre 750 milhões e 1.000 milhões de euros e garantir os juros mais baixos do ano.

A última emissão de Obrigações do Tesouro a 10 anos foi em Maio, com a agência a emitir 632 milhões de euros, tendo pago uma taxa de juro de 3,386%. 



Juncker fala sobre o estado da União

O presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, faz o discurso do estado da União às 9:00 em Estrasburgo (08:00 em Lisboa).

Por outro lado, o primeiro-ministro japonês, Shinzo Abe, inicia uma visita de três dias à Índia. Destaque ainda para o ministro das Finanças do Reino Unido, Philip Hammond, que faz o discurso de abertura no jantar do grupo de lóbi financeiro britânico.



Mais dados económicos centram atenções

Hoje serão divulgados mais dados que permitem medir o pulso às economias. Por cá, o Instituto Nacional de Estatística (INE) divulga, nos dados relativos à construção, as obras licenciadas e concluídas no segundo trimestre. No resto da Europa, destaque para a produção industrial de Julho na Zona Euro [anterior: -0,6%; estimativa: 0,2%], bem como para o desemprego de Julho no Reino Unido.

Nos EUA teremos o índice de preços no produtor em Agosto [anterior: 1,9%; estimativa: 2,5%], bem como os dados orçamentais, também referentes ao mês passado. 


Novidades nas cotadas portuguesas animam negociação

Ontem houve mais novidades que dizem respeito a cotadas portuguesas, pelo que a negociação na bolsa nacional estará com estas notícias em foco.

As acções da Mota-Engil fecharam na terça-feira a disparar 5,93% para 2,679 euros, o valor mais alto desde meados de Junho – isto no dia em que a empresa confirmou ter assegurado dois contratos de sete anos na Costa do Marfim no sector dos resíduos.


Também a banca estará em destaque, já que os bancos portugueses estão mais dependentes do Banco Central Europeu. Pelo segundo mês seguido, houve um agravamento do financiamento cedido por Frankfurt à banca nacional. Uma subida não só em termos mensais, mas também na comparação homóloga. Aliás, desde o início de 2013 que não havia dois meses seguidos com avanços homólogos na exposição ao BCE.

 


AIE divulga relatório mensal

A Agência Internacional de Energia (AIE) publica o seu relatório mensal sobre o mercado petrolífero.


Por outro lado, a Administração de Informação em Energia (EIA – sob a tutela do Departamento norte-americano da Energia) apresenta os dados relativos aos inventários semanais de crude, gasóleo e gasolina para aquecimento.




A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar