Mercados 5 coisas que precisa de saber para começar o dia

5 coisas que precisa de saber para começar o dia

Esta segunda-feira, a bolsa nacional estará a reagir à retirada de Portugal do “lixo”, pela S&P, sendo que a banca é o sector mais sensível à notícia. Teremos também os dados da inflação na Zona Euro e inúmeros encontros e conferências que irão marcar o dia.
5 coisas que precisa de saber para começar o dia
Bolsa nacional reage à saída de Portugal do "lixo"

A subida do "rating" de Portugal para grau de investimento, pela Standard & Poor’s, que foi anunciada na passada sexta-feira depois do fecho das bolsas, pode ter impacto na bolsa nacional. Mas aferir o efeito S&P nas acções dependerá bastante da evolução das taxas das obrigações soberanas portuguesas. A banca é o sector mais sensível ao risco de crédito do país.

"Geralmente estas decisões tendem a beneficiar sobretudo o sector financeiro", refere Albino Oliveira. Mas o analista da Patris Investimentos realça que "o impacto dependerá da evolução das 'yields'".


Além de o regresso a grau de investimento poder permitir uma descida dos juros das obrigações portuguesas, tem potencial também para aumentar os fluxos financeiros no mercado nacional. "O risco país baixa o que tende a ter influência nos fluxos financeiros, já que pode permitir aos bancos internacionais tomarem um maior risco de contraparte em relação a alguns bancos e empresas portuguesas", explica João Moreira Rato, antigo presidente do IGCP.



Preços sobem na Zona Euro em Agosto

A semana arranca com a publicação do índice de preços no consumidor, na Zona Euro, em Agosto. Os economistas consultados pela Bloomberg antecipam que seja confirmada a estimativa rápida anunciada pelo Eurostat no final de Agosto. Ou seja, a taxa de inflação terá subido para 1,5% face aos 1,3% registados no mês anterior.

Por cá, o Instituto Nacional de Estatística (INE) divulga os índices de preços na produção industrial em Agosto.



Os encontros em todo o mundo que vão dominar as atenções

Esta segunda-feira há muitos encontros e reuniões agendadas que irão estar sob os holofotes dos mercados. O presidente dos EUA, Donald Trump, convidou os homólogos brasileiro, Michel Temer, colombiano, Juan Manuel Santos, e peruano, Pedro Pablo Kuczynski, para jantarem com ele em Nova Iorque em vésperas do debate geral nas Nações Unidas.

Por outro lado, Mark Carney, governador do Banco de Inglaterra, dá uma palestra na sede do Fundo Monetário Internacional, seguindo-se uma conversa com a directora-geral do FMI, Christine Lagarde.


Além disso, a primeira-ministra britânica, Theresa May, irá encontrar-se com o seu homólogo canadiano, Justin Trudeau, durante uma visita a Ottawa, prevendo-se que falem sobre a disputa em tribunal entre a Boeing e a Bombardier sobre ajudas estatais – uma vez que o governo de May pretende proteger os empregos numa fábrica da Bombardier em Belfast.


Teremos ainda o representante norte-americano para o Comércio, Robert Lighthizer, que é o principal negociador nas conversações sobre o NAFTA com o Canadá e o México, a apresentar as prioridades comerciais da Administração Trump – isto num discurso no Centro de Estudos Estratégicos e Internacionais, em Washington.


As conferências que vão marcar o dia

Hoje decorrem várias conferências que irão também estar em foco. A Bloomberg New Energy Finance acolhe em Londres a Cimeira sobre o Futuro da Energia, que decorre até terça-feira, e entre os oradores está Terje Soviknes, ministro norueguês do Petróleo e da Energia.

Por outro lado, a Associação Internacional de Swaps e Derivados promove uma conferência sobre políticas públicas dos EUA e o impacto sobre os derivados e a gestão do risco. Chris Giancarlo, presidente da Comissão norte-americana de Negociação de Futuros de Commodities (CFTC), faz o discurso de abertura.


Teremos também uma das maiores conferências anuais de Wall Street sobre titularização, a ABS East, que decorre em Miami Beach durante dois dias.Denis McDonough, ex-chefe de staff da Casa Branca, faz o discurso introdutório e irá debruçar-se sobre a inteligência artificial.

Por último, destaque para a Climate Week NYC, que tem lugar em Nova Iorque, até 24 de Setembro, a par com a Assembleia Geral da ONU, que irá reunir líderes do meio político e empresarial e debater a dinâmica imparável das acções globais em defesa do clima.

 


Schäuble comemora 75 anos com Merkel e Juncker

A chanceler alemã, Angela Merkel, e o presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, são oradores num evento que marca o 75º. aniversário de Wolfgang Schäuble – a pessoa que ocupou o cargo de ministro das Finanças durante mais tempo em qualquer país europeu.

O evento vai ter lugar na cidade natal de Schäuble, em Offenburgo. 




A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub