Mercados 5 coisas que precisa de saber para começar o dia

5 coisas que precisa de saber para começar o dia

Esta quarta-feira a Jerónimo Martins vai estar a reagir à melhoria da sua avaliação pelo CaixaBI e a EDP ao facto de os chineses da CTG terem reforçado a sua posição na eléctrica nacional. Há ainda novos dados económicos para medir o pulso às economias, bem como a apresentação de mais resultados trimestrais e um discurso da presidente da Fed.
5 coisas que precisa de saber para começar o dia
Negócios 04 de outubro de 2017 às 07:30
Supervisor dos seguros já aprovou venda do Novo Banco

A Lone Star já recebeu autorização da Autoridade de Supervisão de Seguros e Fundos de Pensões (ASF) para adquirir o Novo Banco, confirmou fonte oficial do supervisor liderado por José Almaça ao Negócios. Quanto à posição do Banco Central Europeu (BCE), ainda não foi possível confirmar se o Mecanismo Único de Supervisão (MUS) já aprovou a operação. Além do BCE e da ASF, também a Comissão Europeia tem de se pronunciar. Bruxelas tem de aprovar o plano de reestruturação que a Lone Star terá de executar nos próximos anos para garantir a viabilidade do Novo Banco.


A luz verde da ASF é indispensável à concretização da operação, uma vez que a instituição liderada por António Ramalho tem participações em duas seguradoras e numa gestora de fundos de pensões. A aprovação da entidade de supervisão, dada à Nani Holdings, sociedade da Lone Star, foi tomada ainda em Setembro.



CaixaBI melhora avaliação da Jerónimo Martins e chineses reforçam na EDP

As acções da Jerónimo Martins vão esta quarta-feira reagir à nova avaliação do CaixaBI, que reviu em alta o preço-alvo da cotada em 4,4%, de 16,00 euros para 16,70 euros, que reflecte sobretudo a alteração do horizonte temporal da análise para o final de 2018. "As melhorias macro-económicas na Polónia e em Portugal continuam a beneficiar as operações da Jerónimo Martins, sobretudo no que diz respeito à evolução das vendas", refere o analista André Rodrigues, que reviu em alta as suas previsões para as receitas da Jerónimo Martins. A recomendação continua a ser de "neutral", já que o novo preço-alvo persiste acima da cotação da retalhista (ontem subiu 1,59% para 16,945 euros).

Outra cotada em destaque na sessão de hoje será a EDP, depois de ontem ter sido conhecido que a China Three Gorges reforçou na eléctrica liderada por António Mexia, passando a deter 23,26%. A companhia estatal chinesa investiu 207 milhões para reforçar a sua posição maioritária na EDP. Juntando a CNIC, temos que duas empresas detidas pelo Estado chinês já controlam mais de 26% da eléctrica portuguesa.



Há novos dados para os mercados digerirem

Hoje teremos mais dados que permitem medir o pulso às economias. Por cá, o Instituto Nacional de Estatística (INE) divulga as estatísticas do comércio internacional em 2016 e os dados sobre os impostos e taxas com relevância ambiental, referentes ao ano de 2016. Por outro lado, o Banco de Portugal publica o relatório sobre o sistema bancário português e divulga o Boletim Económico. Na Zona Euro, destaque para as vendas a retalho, relativas a Agosto. Ainda na Europa, serão divulgados os índices da actividade dos serviços (PMI), referentes a Setembro, em França, Itália, Reino Unido e Alemanha.

Por outro lado, a Administração de Informação em Energia (EIA – sob a tutela do Departamento norte-americano da Energia) apresenta os dados relativos aos inventários semanais de crude, gasóleo e gasolina para aquecimento.


As palavras de Janet Yellen e as pistas sobre os juros

Depois de a Fed ter anunciado o início da redução do seu balanço [no valor de 4,5 mil milhões de euros] já a partir de Outubro, existem vários discursos agendados por parte de responsáveis da Reserva Federal dos EUA.

A presidente do banco central, Janet Yellen, discursa numa conferência da Fed de St. Louis e os presidentes da Fed de Atlanta, Kansas, Filadélfia e Dallas são oradores numa outra conferência sobre o mercado de trabalho nos EUA. O mercado estará atento a potenciais pistas sobre a evolução do ritmo da subida das taxas de juro.  

 


Pepsi, Monsanto e Tesco divulgam contas e Google mostra novos produtos

Prossegue a bom ritmo a apresentação de resultados trimestrais. No dia de hoje, destaque para a divulgação das contas das norte-americanas PepsiCo Inc. e Monsanto, bem como para a britânica Tesco.


Por outro lado, a Google deverá apresentar, num evento sobre hardware em São Francisco, os smartphones Pixel 2 e Pixel 2 XL, a par com uma versão mini do seu assistente virtual Home, bem como o computador Pixelbook.




A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub