Mercados 5 coisas que precisa de saber para começar o dia

5 coisas que precisa de saber para começar o dia

Em dia de apresentação do Orçamento do Estado em Portugal, serão conhecida a proposta da ERSE para as tarifas de electricidade em 2018. Os resultados dos bancos e a inflação nos EUA deverão condicionar a evolução das bolsas.
5 coisas que precisa de saber para começar o dia
Nuno Carregueiro 13 de outubro de 2017 às 07:30
Governo apresenta Orçamento do Estado

O ministro das Finanças entrega esta sexta-feira a proposta do Orçamento do Estado. Não são ainda conhecidas as horas a que Mário Centeno fará chegar o documento à Assembleia da República, bem como quando habitual conferência de imprensa. Mas muitas das medidas já são conhecidas, sendo que várias terão impacto em algumas empresas cotadas na praça portuguesa. Acompanhe aqui todas as notícias que o Negócios já publicou sobre o assunto e que irá publicar hoje e nos próximos dias.


ERSE revela tarifas de electricidade para 2018

É já um clássico. Em dia de apresentação do Orçamento do Estado há também novidades sobre a factura da luz para o próximo ano. A Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos (ERSE) vai apresentar esta sexta-feira a sua proposta para as tarifas de electricidade, que têm subido todos os anos desde 2008. Contudo, de acordo com o Negócios, depois da subida de 1,2% em 2017, o regulador poderá anunciar uma descida dos preços da electricidade para o próximo ano. O valor será conhecido já depois do fecho da bolsa, pelo que as acções da EDP e REN só deverão reagir na segunda-feira.


Inflação sobe nos EUA?

Tem estado no centro do debate da política monetária nos Estados Unidos. O baixo nível da inflação e de aumento de salários é uma tendência temporária, ou algo mais estrutural na maior economia do mundo? Os receios de que novas subidas de juros travem a subida da inflação levaram muitos responsáveis da Reserva Federal a pedir cautela no agravamento do preço do dinheiro. O Departamento do Comércio dos EUA revela esta sexta-feira, pelas 13:30, o valor da inflação de Setembro, que poderá dar mais pistas sobre se a Fed mantém a margem de manobra para subir os juros na reunião de Dezembro. Os economistas apontam para um aumento da inflação para níveis superiores à meta de 2% da Fed, mas sobretudo devido aos efeitos dos furacões que assolaram o país.  


Apresentação de resultados prossegue em Wall Street

Depois de ontem o JPMorgan e Citigroup terem reportado os resultados do terceiro trimestre, hoje é a vez do Bank of America e do Wells Fargo mostrarem como evoluiu a actividade entre Julho e Setembro deste ano, sendo que os números destes dois bancos deverão condicionar o rumo de Wall Street. Mas os resultados não se limitam à banca. A sul-coreana Samsung também vai publicar hoje os seus resultados trimestrais.     

 


Rating para França e Grécia

Sexta-feira é dia de actualização dos ratings soberanos por parte das grandes agências. Não se esperam novidades de relevo, mas a Moody’s tem prevista a actualização da notação financeira da França e da Grécia. Ainda na Zona Euro a Fitch poderá mexer no "rating" do Luxemburgo.




A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub