Mercados 5 coisas que precisa de saber para começar o dia

5 coisas que precisa de saber para começar o dia

Esta quarta-feira, destaque para o leilão de OT em Portugal, bem como para a apresentação de contas da Nos. Além disso, teremos os dados do emprego relativos ao terceiro trimestre.
5 coisas que precisa de saber para começar o dia
Carla Pedro 08 de novembro de 2017 às 07:30
Portugal regressa aos mercados

O Estado português vai pedir entre 1.000 e 1.250 milhões de euros emprestados a investidores, na próxima quarta-feira. As Obrigações do Tesouro que serão leiloadas têm reembolso previsto para daqui a nove anos e meio. No programa de financiamento para o quarto trimestre, o Tesouro liderado por Cristina Casalinho  previa leilões de obrigações do Tesouro, precisamente com aquele intervalo de montante a arrecadar.

Os investidores exigiram ontem juros mais baixos para apostar na dívida pública portuguesa, um dia antes de o país regressar aos mercados. Na maturidade de referência, a 10 anos, os juros quebraram a barreira dos 2%, o que aconteceu pela primeira vez desde 29 de Abril de 2015. A "yield" das Obrigações do Tesouro (OT) a 10 anos, de acordo com as taxas genéricas da Bloomberg, caiu 9,7 pontos base para os 1,930%, completando quatro sessões de quedas. 



Nos apresenta contas dos primeiros nove meses

A Nos divulga esta quarta-feira, após o fecho da bolsa, os seus resultados para o período de Janeiro a Setembro. Os analistas do CaixaBI antecipam um bom trimestre a nível operacional, com o crescimento das receitas a ser suportado pelo segmento das telecomunicações e com um aumento dos lucros na ordem dos 30%. Já o Haitong estima que lucros da Nos tenham subido 36% até Setembro.

Por seu lado, a Corticeira Amorim vai estar a reagir às contas apresentadas ontem depois do fecho da bolsa. A empresa lucrou mais 1,1 milhões de euros nos primeiros nove meses do ano face ao mesmo período do ano passado, enquanto as vendas registaram um crescimento homólogo de 8,3% para 531 milhões de euros. Além disso, propôs um dividendo extra.


Destaque ainda para a Brisa, que vai apresentar os dados do tráfego do terceiro trimestre, e para a SAD do Porto, cujas cotações estarão a reagir ao facto de ontem ter sido alvo de buscas devido à transferência de um jogador.


Lá fora, destaque para a divulgação das contas de empresas como a energética alemã E.On e o banco francês Credit Agricole.



Emprego domina as atenções por cá

Esta quarta-feira, o Instituto Nacional de Estatística (INE) divulga as estatísticas do emprego referentes ao terceiro trimestre, bem como o índice de custos de construção de habitação nova e e o índice de preços de manutenção e reparação regular da habitação, em Setembro.

No resto da Europa, destaque para a produção industrial de Setembro em Espanha.


Por outro lado, o conselho de assessores económicos independentes do governo alemão, que apresentará em Berlim as suas estimativas de crescimento para o país em 2018.


Inventários de crude centram olhares nos EUA

A Administração de Informação em Energia (sob a tutela do Departamento norte-americano da Energia) apresenta os dados relativos aos inventários de crude na semana passada nos Estados Unidos.

Na sessão de ontem o preço do petróleo corrigiu de máximos de Julho de 2015, a reagir ao relatório divulgado pela Organização dos Países Exportadores de Petróleo (OPEP). O "outlook" da organização para o mercado petrolífero antecipa uma recuperação da procura a um ritmo mais lento do que inicialmente previsto nos próximos dois anos, devido à maior produção por parte das petrolíferas de xisto nos EUA. Estas indicações vêm reforçar a expectativa de uma extensão dos cortes de produção por parte dos maiores exportadores de crude, na reunião do final do mês.

 


Conferência da Bloomberg olha para a frente

A Bloomberg realiza, em Nova Iorque, a Year Ahead Summit, onde se debaterão os temas com que os CEO de todo o mundo se deparam. O presidente executivo do Citigroup, Michael Corbat, e o comissário da NFL, Roger Goodell, estão entre os oradores.

Por outro lado, decorre em Danang, Vietname, a Cimeira de CEO do fórum Cooperação Económica Ásia-Pacífico (APEC). Falar-se-á sobre comércio neste evento que decorre até dia 10 de Novembro – dia em que o presidente norte-americano, Donald Trump, discursará.




A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar