Mercados 5 coisas que precisa de saber para começar o dia

5 coisas que precisa de saber para começar o dia

Esta sexta-feira os mercados norte-americanos fecham mais cedo, num dia marcado pela Black Friday, que se segue ao dia de Acção de Graças. Os investidores poderão também estar a reagir ao corte da perspectiva da Altice pela S&P e ao anúncio de um “roadshow” do BCP a partir de segunda-feira para se financiar em 300 milhões.
5 coisas que precisa de saber para começar o dia
BCP faz "roadshow" para se financiar em 300 milhões

O BCP mandatou o Goldman Sachs, o próprio Millenium BCP, a Société Generel e o UBS para gerirem um "roadshow" que o banco liderado por Nuno Amado vai fazer a partir de 27 de Novembro, revelou ontem a Bloomberg, citando uma fonte próxima do processo que pediu anonimato. O banco confirmou depois esta notícia.

Em causa está a emissão de 300 milhões de euros em obrigações a 10 anos, passíveis de serem reembolsadas no final de cinco anos. Esta emissão servirá para reforçar o rácio de capital suplementar Tier 2.



S&P corta outlook da Altice para negativo

A agência de notação financeira Standard & Poor’s anunciou ontem o corte no outlook da dívida da operadora Altice, dona da portuguesa Meo, e das suas subsidiárias (Altice International e Altice Luxembourg) de estável para negativo. Apesar da redução - que indica a possibilidade de uma descida da nota de rating a prazo - a agência mantém esse nível de rating da dívida da companhia em B+, que corresponde ao quarto nível de "lixo".

A mudança de perspectiva é justificada por uma visão mais pessimista por parte da agência de rating em relação à evolução do EBITDA do grupo em França no ano que vem, a que se juntam as repercussões da forte descida do preço das acções na confiança do mercado de crédito.



Contas nacionais e Conta Satélite do Turismo em destaque

Esta sexta-feira, serão vários os indicadores a que também os mercados prestarão atenção. Por cá, o Instituto Nacional de Estatística (INE) divulga as Contas Nacionais de 2015, bem como a Conta Satélite do Turismo para Portugal, em 2014/2015. Serão ainda publicados os números da execução orçamental.


No resto da Europa, destaque para o índice Ifo, que mede a confiança dos empresários alemães, em Novembro [anterior: 116,7 pontos; estimativa- 116,5 pontos], assim como a procura de emprego em França (dados de Outubro).


No que diz respeito à política monetária, destaque para Danièle Nouy, que lidera o Mecanismo Único de Supervisão (sistema de supervisão bancária da União Europeia) e que estará presente numa conferência em Frankfurt. 


É Black Friday... e mercados norte-americanos encerram mais cedo

Depois de ontem os mercados norte-americanos terem estado encerrados devido à celebração do Dia de Acção de Graças, hoje reabrem, mas funcionam com horário reduzido, com a negociação em Wall Street a terminar três horas mais cedo [às 18:00 de Lisboa – no mercado obrigacionista fecha às 19:00 de Lisboa].


É também hoje que temos a abertura oficial da vaga de descontos associada à Black Friday, evento que costuma prolongar-se por vários dias e que marca o início da época natalícia - sendo bastante importante para o retalho, já que costuma dar um grande impulso às vendas do último trimestre do ano.

Em Portugal, bancos e seguradoras decidiram juntar-se, este ano, ao dia das promoções. Saiba aqui quais são as campanhas em curso.

 


S&P e Fitch podem pronunciar-se sobre a África do Sul

Dia de novo escrutínio por parte das agências de rating. O calendário de eventuais revisões das notações soberanas tem vários países em foco esta sexta-feira, mas recorde-se que os relatórios sobre os ratings e perspectivas para as dívidas soberanas podem não ser publicados, uma vez que este agendamento é apenas indicativo.

Destaque hoje para a S&P e a Fitch, que poderão anunciar decisões relativamente ao rating da África do Sul, que ambas cortaram para lixo em Abril passado, na sequência da demissão do então ministro das Finanças, Pravin Gordhan, que era encarado como um baluarte contra a corrupção e o enriquecimento ilícito.




A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar