Mercados 5 coisas que precisa de saber para começar o dia

5 coisas que precisa de saber para começar o dia

Esta quarta-feira termina o período de subscrição de novas acções para ir ao aumento de capital da REN. Além disso, o Banco de Portugal divulga o relatório de estabilidade financeira e o IGCP procede a uma operação de troca de dívida.
5 coisas que precisa de saber para começar o dia
Carla Pedro Nuno Carregueiro 06 de dezembro de 2017 às 07:30
Termina aumento de capital da REN

Esta quarta-feira termina o período de subscrição das novas acções da REN, que arrancou a 23 de Novembro. Estas novas acções deverão ser admitidas à negociação a 13 de Dezembro. Os direitos de subscrição do aumento de capital da empresa terminaram a sua negociação em bolsa na passada sexta-feira, 1 de Dezembro.

A cotada liderada por Rodrigo Costa realizou um aumento de capital de 250 milhões de euros através da emissão de 133.191.262 novas acções. O encaixe da operação servirá para financiar metade do valor que a empresa gastou na aquisição da actividade de distribuição de gás natural da EDP (Portgas).   


No prospecto da operação, a REN já tinha anunciado que três dos seus accionistas - State Grid, Red Eléctrica e Fidelidade, com participações conjuntas de 35% - iriam participar na operação. Mesmo retirando estes accionistas da análise, constata-se que a participação no aumento de capital é forte.



S&P sobe "outlook" do BCP para "positivo"

A Standard & Poor’s reiterou o "rating" que atribui a três bancos portugueses – BCP, BPI e Haitong – tendo optado por melhorar o "outlook" (ou perspectiva) do banco liderado por Nuno Amado, de "estável" para "positivo". Com esta alteração a S&P sinalizou que pode elevar o "rating" do BCP ao longo dos próximos 12 a 18 meses, caso se materializem os cenários que agora antecipa. Actualmente a notação financeira do maior banco privado português está em "BB-", o que corresponde ao terceiro nível de lixo.

O "rating" do Haitong também foi reiterado em "BB-", com "outlook" "negativo". Já a notação financeira do BPI foi reiterada em "BBB-", o que corresponde ao primeiro nível acima de lixo. O "outlook" é estável.



Relatório de estabilidade financeira em foco

Esta quarta-feira, o Instituto Nacional de Estatística (INE) divulga o índice de custos de construção de habitação nova e e o índice de preços de manutenção e reparação regular da habitação, em Outubro.

Ainda por cá, o Banco de Portugal publica o Relatório de Estabilidade Financeira.

No resto da Europa, destaque para os dados sobre as encomendas à indústria na Alemanha, em Outubro.

Nos EUA, teremos o relatório da ADP sobre a criação de postos de trabalho em Novembro [anterior: 235 mil; estimativa: 175 mil].


IGCP vai ao mercado trocar dívida

A agência que faz a gestão da dívida nacional vai realizar uma operação de troca de dívida. Em causa estão obrigações com maturidade em 2019 e 2020 que serão trocadas por dívida que vence em 2022 e 2027, revelou ontem o IGCP.

Com esta operação, o Tesouro nacional alarga assim a maturidade da dívida. E, deverá também, reduzir os juros associados. 

 


Petróleo e gás em destaque nos EUA e na China

A Administração de Informação em Energia (sob a tutela do Departamento norte-americano da Energia) apresenta os dados relativos aos inventários de crude na semana passada nos Estados Unidos.

Ainda na área da energia, decorre hoje a Cimeira de Gás de Xisto da China, em Chengdu, bem como a Conferência Anual Chinesa da Indústria Petrolífera Internacional, que tem lugar em Guangdong até dia 8. 




A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar