Mercados 5 coisas que precisa de saber para começar o dia

5 coisas que precisa de saber para começar o dia

Esta sexta-feira os investidores estarão a reagir aos desenvolvimentos em Itália, depois de ontem ter sido anunciada a data das eleições legislativas, no próximo 4 de Março, depois de o presidente dissolver o Parlamento.
5 coisas que precisa de saber para começar o dia
Negócios 29 de dezembro de 2017 às 07:30
Itália vai ter eleições a 4 de Março

No próximo dia 4 de Março é dia de eleições legislativas em Itália. O gabinete do primeiro-ministro, Paolo Gentiloni, determinou a data depois de o presidente do país, Sergio Mattarella, ter dissolvido o Parlamento, tal como se esperava. A assinatura do decreto de dissolução do Parlamento, pelo presidente, era o último passo necessário antes de o governo poder anunciar a data de novas eleições elegislativas.

Mattarela e Gentiloni estiveram posteriormente reunidos para acertarem agulhas quanto à melhor data para as eleições, que já se esperava que fosse fixada para 4 de Março. Com as sondagens a apontarem para que não haja uma maioria parlamentar, Gentiloni disse que se manterá em funções como chefe do governo e que assegurará a continuidade até que haja um novo Executivo.


Os investidores estarão hoje a reagir a estes novos dados, sendo de esperar um reflexo nos juros de Itália e na bolsa de referência, a de Milão.



Cobre em máximos de quatro anos

O cobre valorizou ontem pela décima sessão consecutiva - a mais longa série de ganhos em quase três décadas (1989) – impulsionado pelo aumento das estimativas para a procura e pelas disrupções na oferta, na China. Em Londres, o cobre seguia a negociar ao final do dia nos 7.267 dólares por tonelada, depois de ter chegado a tocar nos 7.312,50 dólares, o valor mais alto desde Janeiro de 2014.

Este desempenho do metal industrial sustentou as cotadas do sector em bolsa, sendo de esperar que a tendência se mantenha durante a sessão de hoje.



Ouro próximo dos 1.300 dólares

O ouro atingiu ontem o valor mais alto em quase um mês e segue a caminho da terceira semana consecutiva de ganhos, numa altura em que o dólar norte-americano tem estado a ceder terreno e o metal amarelo reforça o estatuto de valor-refúgio.

O metal precioso seguia a subir 0,4% ao final do dia de ontem no mercado londrino, para 1.291,74 dólares por onça, depois de já ter tocado nos 1.293,25 dólares – o valor mais alto desde 29 de Novembro.


Inflação na Alemanha e Espanha em destaque

Esta sexta-feira, o Instituto Nacional de Estatística (INE) divulga os índices de produção industrial e o índice de volume de negócios, emprego, remunerações e horas trabalhadas no comércio a retalho.


No resto da Europa, destaque para as estimativas da inflação de Dezembro na Alemanha e em Espanha.

 


Petróleo e gás com dados novos 

A Baker Hughes, fornecedora norte-americana de serviços a campos petrolíferos, divulga o relatório semanal sobre o número de plataformas de petróleo e gás nos Estados Unidos.

Ainda no que diz respeito às matérias-primas, a Comissão norte-americana de Negociação de Futuros de Commodities (CFTC) reporta as posições semanais nos futuros e opções por parte dos operadores.




A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar