Mercados 5 coisas que precisa de saber para começar o dia

5 coisas que precisa de saber para começar o dia

Esta quarta-feira, os investidores estarão especialmente atentos à divulgação das condições da emissão de dívida sindicada, que tem como objectivo máximo três mil milhões de euros em obrigações a 10 anos.
5 coisas que precisa de saber para começar o dia
Negócios 10 de janeiro de 2018 às 07:30
Portugal tenta captar até três mil milhões em emissão sindicada

Portugal avançou com uma emissão de dívida sindicada, tendo mandatado o Barclays, o Citi, o Crédit Agricole, o Goldman Sachs, o JPMorgan e o Novo Banco para realizar a operação, revelou ontem a Bloomberg. 

O Negócios sabe que a operação tem como objectivo máximo três mil milhões de euros em obrigações a 10 anos. As condições da operação deverão ser determinadas esta quarta-feira, 10 de Janeiro, dia em que a emissão será concretizada.  Actualmente a taxa de juro implícita na dívida portuguesa a 10 anos está a negociar em torno de 1,90%, sendo habitual neste tipo de operações haver um prémio.



Navigator em máximos de quase três anos

A Navigator esteve ontem a negociar em máximos de Abril de 2015, tendo tocado nos 4,62 euros. As acções fecharam o dia a ganhar 1,28% para 4,58 euros. A contribuir para o bom momento das acções esteve a venda do seu negócio de pellets nos Estados Unidos, que poderá render um ganho de 16,6 milhões de euros, segundo a informação prestada ao mercado. 

Este montante encaixado poderá servir, entre outras coisas, para distribuir dividendos, segundo alguns analistas. A expectativa de manutenção de uma política atractiva de distribuição de lucros pelos accionistas é uma das razões para que o CaixaBI mantenha a ex-Portucel na lista das cotadas preferidas.  



Altice quer vender activos em Portugal

O presidente executivo da Altice Europa admitiu que a empresa tem planos para vender algumas torres de comunicação em Portugal. E garante que o grupo continua "comprometido" com a compra da Media Capital.


Na sessão bolsista de ontem, as acções da Altice chegaram a subir mais de 10%, o que correspondeu à subida mais pronunciada no último mês, de acordo com a Bloomberg. Este desempenho esteve relacionado com o anúncio feito na noite de segunda-feira, dia 8, de que a empresa de Patrick Drahi vai avançar com um spin-off das operações nos EUA e na Europa.


Kodak anuncia uma nova moeda digital e acções disparam

As acções da Eastman Kodak escalaram ontem na bolsa nova-iorquina, depois de a empresa que foi em tempos líder no mercado da fotografia ter anunciado a entrada no "comboio das criptomoedas". A norte-americana anunciou que está a lançar uma criptomoeda chamada KodakCoin, para fotógrafos, que estará integrada na KodakOne – uma plataforma de gestão de direitos de imagem gerida em parceria de licenciamento com a Wenn Digital.

A reacção no mercado foi de euforia. A meia hora de fechar a sessão, as acções seguiam a disparar 127,20% para 7,10 dólares. Encerraram depois a escalar 117,60% para 6,80 dólares. A oferta inicial de moeda para a KodakCoin, a par com a plataforma KodakOne, terá início a 31 de Janeiro, segundo o website noticioso Bezinga. 

 


Indicadores da economia norte-americana em destaque

Nos Estados Unidos serão conhecidos indicadores económicos relevantes esta quarta-feira. Será divulgado o índice de preços de importação bem como o índice de preços de exportação, ambos relativos a Dezembro. Além disso, serão ainda divulgados os inventários de retalho, no mês de Novembro. Estes aumentaram 0,7% no mês anterior. 

Na Europa, teremos os dados relativos à produção industrial no Reino Unido e em França.