Mercados 5 coisas que precisa de saber para começar o dia

5 coisas que precisa de saber para começar o dia

Esta terça-feira, os olhares dos investidores vão continuar centrados sobretudo na evolução do petróleo e do euro, isto numa altura em que Wall Street regressa à negociação e as grandes empresas norte-americanas continuam a reportar as suas contas.
5 coisas que precisa de saber para começar o dia
Inflação no Reino Unido em foco

O Instituto Nacional de Estatística (INE) divulga esta terça-feira dados relativos aos índices de preços na produção industrial, em Dezembro. No resto da Europa, destaque para os números da inflação no Reino Unido.

Além disso, a Organização de Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE) apresenta os valores do desemprego na organização. Serão ainda divulgados hoje os dados do Produto Interno Bruto (PIB) de Israel.



Petróleo acentua ganhos e renova máximos de três anos

Os preços do petróleo regressaram aos ganhos, tendo tocado ontem num máximo de mais de três anos em Londres. A contribuir para esta evolução estiveram essencialmente dois factores: o possível prolongamento dos cortes de produção da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (OPEP) e a queda do dólar.


O barril do Brent, negociado em Londres e referência para Portugal, tocou nos 70,19 dólares, o que representou um novo máximo de Dezembro de 2014.  



Euro em máximos de Dezembro de 2014

A especulação em torno do Banco Central Europeu (BCE) e da possível retirada de estímulos à economia antes do que se estava a prever tem levado à valorização do euro face à divisa americana, que atingiu ontem um novo máximo de Dezembro de 2014 ao negociar muito perto de 1,23 dólares.

A moeda única europeia esteve assim a ser impulsionada pelas expectativas de que o BCE vá reduzir mais rapidamente o seu programa de estímulos monetários, depois de essa indicação ter sido deixada no encontro de Dezembro.


Bancos continuam a apresentar contas nos EUA

Na sexta-feira passada, o JPMorgan, Wells Fargo e BlackRock deram o "pontapé de saída" na época de apresentação de resultados nos EUA. Esta semana, as contas do sector financeiro vão continuar no centro das atenções dos investidores.

Esta terça-feira, o gigante Citigroup também revela os resultados do quarto trimestre do ano passado. E, nos dias seguintes, serão ainda reveladas as contas do Bank of America, Goldman Sachs, Morgan Stanley e American Express. Em destaque estarão, na quarta-feira, as contas da Alcoa, que habitualmente é a primeira empresa a divulgar resultados.  

 


Wall Street regressa à negociação após fim-de-semana prolongado

Depois dos máximos históricos sucessivos atingidos na semana passada, as praças norte-americanas estiveram ontem encerradas devido à comemoração do feriado de Martin Luther King.

As bolsas do outro lado do Atlântico regressam então hoje à negociação, após terem fechado a sessão de sexta-feira em novos máximos de sempre, animadas pelas boas perspectivas para os resultados das empresas e pela subida dos preços do petróleo.




A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar